Instagram/Celeste O'Connor

Atriz de “Ghostbusters: Mais Além” entra em “Madame Teia”

A atriz Celeste O’Connor, que interpretou a personagem Lucky em “Ghostbusters: Mais Além”, entrou no elenco de “Madame Teia”, um dos filmes com personagens secundários dos quadrinhos do Homem-Aranha atualmente em produção na Sony.

O’Connor está se juntando à Dakota Johnson (“Cinquenta Tons de Cinza”) e Sydney Sweeney (“Euphoria”) na produção. Apenas o papel de Johnson é conhecido: ela viverá a Madame Teia. Só não se sabe qual das versões da personagem.

Criada por Denny O’Neil (um dos melhores roteiristas/editores de Batman) e John Romita Jr. em 1980, Madame Teia era Cassandra Webb, uma mutante bastante idosa, que sofria de uma doença neuromuscular que a deixava paralisada e cega. A perda dos movimentos era compensada pelo desenvolvimento de ​​poderes psíquicos de telepatia, clarividência e precognição, permitindo que ela previsse eventos futuros.

Cassandra Webb também serviu de mentora para diferentes gerações de Mulheres-Aranhas, ajudando Jessica Drew, Julia Carpenter, Mattie Franklin e sua neta Charlotte Witter. O filme, inclusive, pode se valer dessa conexão para introduzir outros personagens dos quadrinhos, o que tende a ser o caso dos papéis das atrizes anunciadas.

Só que Dakota Johnson não tem mais de 60 anos de idade. Em vez de encher a atriz de maquiagem, é muito provável que ela não seja esta Madame Teia.

Afinal, ao “morrer” pela primeira vez, Cassandra passou seus poderes – e sua cegueira – para uma “herdeira”: Julia Carpenter, a segunda Mulher-Aranha da Marvel.

Nos quadrinhos, Julia também virou uma Madame Teia e, graças aos novos poderes, acabou se tornando importante para a conexão entre os personagens das diferentes dimensões do Aranhaverso. Pra completar, ela ainda é treinada em artes marciais por ninguém menos que Shang-Chi.

Agora, a má notícia para quem estava com expectativas pela produção. O roteiro foi escrito por Matt Sazama e Burk Sharpless, responsáveis por vários desastres cinematográficos, incluindo o fracassado filme de “Morbius”, também passado no universo do Homem-Aranha da Sony.

Já a direção está a cargo de S.J. Clarkson (da série “Jessica Jones”).

Ainda não há previsão de estreia para o projeto, que está em desenvolvimento desde 2019.

Nos quadrinhos, a Madame Teia foi apresentada em 1980 como o alter ego de Cassandra Webb, uma mulher mais velha com poderes mutantes de vidência, acometida de uma doença neuromuscular que a obriga a usar um equipamento de suporte de vida parecido com uma teia de aranha.

Mais tarde, o alter-ego Madame Teia também foi usado por Julia Carpenter, a quem Cassandra passou os seus poderes logo antes de morrer. Não se sabe qual encarnação da personagem será vista no filme.

Matt Sazama e Burk Sharpless (Morbius) desenvolveram o roteiro, e S.J. Clarkson (Os Defensores) deve dirigir. Madame Teia segue sem data de estreia definida.