Divulgação/Globo

Rodrigo sofreu acidente aproveitando prêmio do BBB: viagem da 99

A 99 confirmou que o ex-BBB Rodrigo Mussi estava em uma corrida com um motorista parceiro do aplicativo quando sofreu o acidente de carro que o deixou em estado grave no Hospital das Clínicas em São Paulo.

Nesta edição do reality da TV Globo, o almoço do anjo é patrocinado pela 99, e o vencedor da prova recebe um prêmio de R$ 9.999 em corridas feitas com motoristas do aplicativo. Como Mussi foi anjo duas vezes durante sua permanência na casa, recebeu várias viagens gratuitas com o serviço.

“A 99 confirma que Rodrigo Mussi estava em uma corrida da plataforma, quando o carro em que estava se envolveu em uma colisão nesta quinta-feira (31/3), em São Paulo. A empresa lamenta profundamente o acidente e informa que está em busca de contato com os familiares do passageiro e motorista para oferecer apoio e acolhimento necessários. A 99 irá colaborar com as autoridades no que for preciso durante a investigação.”

Conforme mostrou o programa “Bom Dia SP”, da Globo, o acidente aconteceu por volta de 3h da manhã da madrugada passada na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte Eusébio Matoso. Rodrigo voltava do Morumbi, após assistir a primeira partida da final do Paulistão. O motorista dormiu e o carro se chocou contra a traseira de um caminhão.

Em entrevista, o motorista confirmou que pode ter cochilado.

“Na hora da batida eu tava de cinto, eu sempre uso cinto, solicitei para ele colocar cinto também, porém não tenho que toda hora ficar olhando pra trás pra ver se o cara está com cinto também. É a cabeça do cara.”

Na primeira versão divulgada, o ex-BBB, que estava sem cinto de segurança, teria sido arremessado para fora do veículo. Mas o motorista da ambulância que prestou os primeiros socorros revelou nesta sexta (1/4) uma versão bem diferente. “Ele estava dentro do veículo, de joelhos atrás do banco. Ele não estava falando. Tentando se mover, se levantar, mas não conseguia. Só tinha eu e um técnico, não tínhamos o equipamento apropriado. Só fiz os primeiros socorros”, declarou para a imprensa.

Por coincidência, Rafael da Silva Teixeira estava conduzindo uma ambulância particular na Marginal Pinheiros, por isso se dirigiu rapidamente ao acidente. “Como eu era a única ambulância trafegando na Marginal Pinheiros, a gente para para prestar serviço até chegar o SAMU ou o resgate”, explicou.

Durante a madrugada, Rodrigo passou por uma cirurgia para drenar uma hemorragia cerebral. Seu estado é considerado grave, e ele segue na UTI do Hospital das Clínicas.