Divulgação/ABC

Nova versão sobre bastidores do Oscar aumenta culpa do produtor do evento

A história dos bastidores tumultuados do Oscar 2022 ganhou mais uma versão.

Após o produtor do evento, Will Packer, ser apontado por fontes da revista Variety como responsável por impedir a expulsão de Will Smith após desferir um tapa em Chris Rock, ele rebateu no programa “Good Morning America” que fez isso atendendo a um pedido do próprio Chris Rock. Só que agora fontes do site Deadline garantem que o comediante nunca fez esta requisição.

Packer impediu que Smith fosse expulso do Dolby Theatre após ouvir de Rock que ele não queria prestar queixas. Se isso acontecesse, policiais presentes na cerimônia teriam prendido Smith na hora por agressão.

Mas pessoas próximas a Rock garantiram ao Deadline que o comediante nunca foi questionado a respeito da permanência de Smith para receber seu Oscar e discursar sobre a aplausos. Caso fosse, dizem as fontes, a resposta poder ter sido bem diferente.

Em comunicado oficial, a Academia chegou a dizer que pediu para Will Smith se retirar, mas o ator se recusou.

A verdade é que Will Packer assumiu nunca ter transmitido esse recado ao ator, que, portanto, nunca se recusou a obedecer a Academia. Packer nem procurou Smith e sim as pessoas que teriam a responsabilidade de tirá-lo do evento, assegurando que não era o que Chris Rock queria.

Portanto, tudo o que aconteceu após da agressão foi decidido por Packer, inclusive o constrangimento da Academia de premiar um agressor que infringiu suas regras de conduta, manchando a reputação da instituição.

A confusão começou porque, no domingo passado (27/3), durante a transmissão do Oscar 2022, Chris Rock brincou dizendo que a esposa do astro, Jada Pinkett Smith, estava careca para estrelar “Até o Limite da Honra 2”, em referência ao filme em que Demi Moore raspava o cabelo para viver uma militar.

Jada sofre de uma doença autoimune – condição que, segundo o site TMZ, era ignorada pelo comediante. E por causa disso Will Smith resolveu tomar as dores da esposa, subindo no palco para estapear Chris Rock ao vivo e via satélite diante do público mundial do evento. Ele também xingou o comediante duas vezes com palavrões.

Sem ser retirado do evento, Will Smith voltou a subir ao palco meia hora depois para receber o Oscar de Melhor Ator por “King Richard: Criando Campeãs”, aproveitando para receber muitos aplausos, chorar, falar em Deus e pedir desculpas a todos, menos a Chris Rock.