Divulgação/AMC+

Framboesa de Ouro reconsidera e tira prêmio de Bruce Willis

A premiação do Framboesa de Ouro decidiu extinguir a categoria especial criada para o ator Bruce Willis em 2021 e retirar seu troféu após o anúncio de sua aposentadoria em razão de um diagnóstico de afasia. O prêmio foi idealizado como forma de zoar sua atuação em nada menos que oito filmes considerados ruins, todos lançados no ano de 2021.

“Depois de muito reflexão e consideração, o Framboesa tomou a decisão de rescindir o prêmio dado a Bruce Willis, devido ao seu diagnóstico recentemente divulgado”, informou a organização em um comunicado. “Se a condição médica de alguém é um fator na tomada de decisões e/ou no seu desempenho, reconhecemos que não é apropriado dar-lhes um Framboesa de Ouro”.

O Framboesa de Ouro é um prêmio de zoação, dado aos piores trabalhos cinematográficos do ano. Considerado o anti-Oscar, a cerimônia do evento não é televisada, mas repercute em todas as mídias. Neste ano, como em todos os anos anteriores, os troféus foram entregues um dia antes da premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

As oito atuações de Bruce Willis indicadas ao prêmio de 2022 aconteceram nos filmes “Emboscada”, “Apex”, “A Fortaleza”, “Deadlock”, “Meia-Noite no Switchgrass”, “Sobreviva ao Jogo”, “Out of Death” e “Invasão Cósmica”. O troféu acabou indo para a performance do ator no último título.

Nenhum desses filmes foi exibido nos cinemas brasileiros. Alguns foram lançados diretamente em VOD para locação digital, enquanto outros permanecem inéditos.