Divulgação/Sony

“Uncharted” estreia no topo das bilheterias dos EUA

A estreia de “Uncharted – Fora do Mapa” liderou as bilheterias da América do Norte com estimados US$ 44,2 milhões neste fim de semana. Como se trata de um feriadão (segunda é o Dia do Presidente nos EUA), projeções apontam que o filme vai faturar até US$ 51 milhões em seus quatro primeiros dias de exibição.

A adaptação do videogame do PlayStation é estrelada por Tom Holland, que ainda está em cartaz – e no Top 3 das maiores bilheterias da semana – com o megassucesso de dezembro passado, “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”. Os dois blockbusters são produções da Sony, que claramente encontrou um novo grande ídolo.

Os dados demográficos das vendas de ingressos também confirmam que filmes focados no público jovem masculino são os que têm feito maior sucesso na pandemia. Mais de 60% dos que pagaram para ver “Uncharted” nos EUA e Canadá foram homens, enquanto 71% do público tinha menos de 35 anos. Além disso, telas de grande formato Imax, favoritas dos consumidores mais jovens, responderam por 36% de toda a receita.

A aventura de ação também fez grande sucesso no exterior, onde arrecadou US$ 55,4 milhões, somados em 62 mercados diferentes. Isto resultou num fim de semana mundial de US$ 106,4 milhões. E sem contar a receita da China, onde o lançamento só vai acontecer em 14 de março, nem a soma da segunda-feira do feriadão americano.

“Tom Holland e Mark Wahlberg são brilhantes juntos. Obrigado à nossa empresa irmã, PlayStation, por sua incrível parceria e a todas as muitas pessoas que trabalharam tanto para dar vida a este filme de uma maneira grande e cinematográfica”, disse o presidente do Sony Motion Picture Group, Josh Greenstein, em comunicado sobre o sucesso da estreia.

Foi um bom começo, celebrado pela Sony, mas as críticas negativas (apenas 39% de aprovação no Rotten Tomatoes) podem diminuir o ímpeto do filme, que precisa pelo menos triplicar seus custos de produção, estimados em US$ 120 milhões, para empatar despesas – e isto também sem contar as bilheterias da China, de onde só 25% voltam para os EUA.

Outra estreia ocupou o 2º lugar do ranking norte-americano: “Dog”, comédia que marca a estreia de Channing Tatum como diretor. Ele também estrela o filme, contracenando com um cachorro. O detalhe é que dois interpretam veteranos de guerra, em viagem para o funeral de um colega soldado.

A arrecadação de US$ 15,1 milhões equivale ao orçamento total da produção, que deve ser facilmente coberto e ainda dar lucro apenas com a projeção doméstica. “Dog”, por sinal, não tem previsão de lançamento no Brasil.

Em seu 10º fim de semana de exibição, “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” aparece em 3º lugar e continua a impressionar com um faturamento de US$ 7,2 milhões – e uma projeção de US$ 8,8 milhões até segunda – , elevando seu total doméstico para US$ 771 milhões e o mundial para US$ 1,83 bilhão.

“Morte no Nilo” (US$ 6,3 milhões), que estreou em 1º lugar na semana passada, e “Jackass Para Sempre” (US$ 5,2 milhões) completam o Top 5 do fim de semana norte-americano.