Divulgação/HBO Max

Isabel Torres (1969-2022)

A atriz espanhola Isabel Torres, que estreou a série “Veneno”, da HBO Max, morreu nesta quinta (11/2), aos 52 anos, em decorrência de um câncer no pulmão.

Em novembro, a atriz publicou um vídeo no Instagram e afirmou que seria o último. Ela tinha sido diagnosticada com metástase e os médicos haviam lhe dado apenas 2 meses de vida. “A vida é tão linda e precisam vivê-la. Se eu sair dessa, vou me reconectar. Se não, foi um prazer viver essa bela experiência que se chama vida”, disse, ao se despedir.

Mais que atriz, Isabel Torres era uma grande celebridade na Espanha, conhecida por ser uma presença constante na TV do país. Transexual, ela disputou concursos de beleza e chegou a ter seu próprio programa de entrevistas. Também foi pioneira em retificar sua documentação com a identidade de gênero feminina em 1996.

A série “Veneno” foi seu maior trabalho como atriz, em que deu vida à vedete transexual Cristina La Veneno, um dos maiores ícones LGBTQIA+ da Espanha. Pelo papel, recebeu o Prêmio Ondas 2020 na categoria de Melhor Atriz.

A notícia de sua morte foi publicada nas redes sociais da artista.

“Hoje, 11 de fevereiro de 2022, nos despedimos de Isabel. Embora seus familiares e amigos sintam profundamente sua partida, sabemos que para onde ela for, vai se divertir como ela sabe. Obrigada por todas as demonstrações de carinho e preocupação”, diz a postagem.