Instagram/Britney Spears

Britney Spears ataca pai e ex-agente: “Estavam tentando me matar”

Após fechar um contrato milionário para escrever sua autobiografia, Britney Spears deu uma mostra do vem por aí num post desta quarta (23/2) em seu Instagram. Chumbo grosso contra seu pai e sua ex-empresária.

“Uma semana antes de me mandarem para aquele maldito lugar (uma de suas reabilitações), a Tri Star me convidou para conhecer seu escritório… as vadias pretensiosas de terno tão legais com aquele ‘estamos aqui para fazer você se sentir especial’! Eu almocei com Lou Taylor e Robin Greenhil”, começou a cantora, se referindo à sua ex-agente, citada na tutela.

“Eles disseram: ‘Britney, olhe sua foto na parede!’, com uma grande moldura preta e branca. [A atriz] Kate Beckinsale estava lá também! Elas me bajularam e me ‘fizeram sentir especial’… essas mesmas vadias me mataram uma semana depois”, continuou Britney em seu desabafo.

A diva pop ainda mencionou o pai e a relação que ele tinha com Lou Taylor: “Meu pai adorava a essas duas mulheres e teria feito qualquer coisa que elas tivessem pedido. Eu acho que eles estavam tentando me matar… até hoje eu acredito que isso era exatamente o que eles estavam tentando fazer! Mas não havia uma única coisa errada comigo e eu não morri”, escreveu a cantora.

Britney ainda prometeu processar a empresa de entretenimento de Lou Taylor, a Tri Star, que foi citada no documentário “Framing Britney Spears”. “Ninguém mais deveria passar pelo que eles me fizeram passar. Eu passei por tudo isso e lembro de tudo. Vou processar horrores a Tri Star! Eles se livraram de tudo, mas estou aqui para alertá-los todos os dias da minha vida preciosa”, ameaçou a estrela.

Britney ficou 13 anos sob tutela de seu pai, e durante este período permaneceu sem controle das próprias finanças, dos rumos de sua carreira e de sua vida pessoal, além de não poder dirigir e votar, entre outras coisas.

No final de 2021, ela foi liberada oficialmente para decidir sobre sua vida.