Divulgação/Sony

“Blade Runner” vai virar série da Amazon

O Amazon Studios está trabalhando em uma série live-action passada no universo de “Blade Runner”. Intitulada “Blade Runner 2099”, a atração será uma sequência do último filme da franquia, “Blade Runner 2049”.

O título também indica que a trama se passará 50 anos após o último filme, justificando assim uma troca completa de elenco.

A adaptação está sendo desenvolvida por Silka Luisa, criadora da vindoura série “Shining Girls”, estrelada por Elizabeth Moss e Wagner Moura, que estreia em abril na Apple TV+. Já a produção é compartilhada pela Alcon Entertainment, que produziu o último filme, e a Scott Free, empresa do cineasta Ridley Scott, diretor do primeiro “Blade Runner” de 1982. Segundo apurou o site Deadline, Scott também estaria disposto a dirigir alguns episódios – como fez recentemente na série “Raised by Wolves”.

O projeto foi mencionado pela primeira vez em novembro do ano passado pelo próprio Ridley Scott, que na ocasião deu poucos detalhes, mas mencionou que o piloto já estava completamente escrito.

Segundo o Deadline, “Blade Runner 2099” é tido como prioridade para a plataforma da Amazon. Por isso, o estúdio já faz o acompanhamento dos roteiros, embora a equipe ainda não esteja completa, e começa a programar datas para iniciar a produção.

Além dos dois longas-metragens exibidos no cinema, a franquia inspirada num conto do escritor Philip K. Dick também é base para uma recente série animada, “Blade Runner: Black Lotus”, que encerrou sua 1ª temporada no domingo passado (6/2) nos EUA, onde foi exibida pelo Adult Swim.

A nova série será o segundo longa-metragem dirigido por Scott a ganhar adaptação para o streaming. O criador de “Fargo” e “Legion”, Noah Hawley, está desenvolvendo há mais de um ano uma série baseada em “Alien” para a plataforma Hulu, igualmente com produção da Scott Free.