Divulgação/IMDb

Ator americano é condenado a 20 anos de prisão por golpe em Hollywood

O ator americano Zachary Horwitz (“Filhos de Ninguém”) foi condenado a 20 anos de prisão após fraudar investidores em cerca de US$ 650 milhões em um esquema de pirâmide em Hollywood.

Além da pena de prisão, o juiz do caso ordenou que Horwitz pagasse US$ 230 milhões às vítimas do golpe, que ele aplicou para financiar um estilo de vida luxuoso de iates, aviões e carros esportivos.

Horwitz, que atuou em alguns filmes de baixo orçamento sob o pseudônimo de Zach Avery, convenceu investidores de que tinha contratos de distribuição de filmes e séries para plataformas de entretenimento como HBO Max e Netflix, e que uma parceria de financiamento renderia grandes lucros. Mas os contratos eram falsos.

“Horwitz se apresentava como uma história de sucesso de Hollywood”, disse a promotoria, de acordo com o documentos do Departamento de Justiça. “Ele fingiu ser uma figura da indústria cinematográfica que tinha relacionamentos com plataformas de streaming como HBO e Netflix para vender direitos de distribuição para produções estrangeiras a um valor fixo”.

“Mas, como suas vítimas acabaram descobrindo, [Horwitz] não era um empresário de sucesso ou tinha conexões em Hollywood. Ele apenas fingia ser”, seguiu a acusação.

“Ele começou traindo a confiança de seus próprios amigos, pessoas que baixavam a guarda porque não podiam imaginar que alguém que conheciam há anos poderia enganá-los e roubar suas economias e as de seus parentes”, enfatizou a promotoria.

No maior desempenho como ator de sua vida, Horwitz manteve o esquema por sete anos, usando dinheiro de novos investidores para pagar aqueles que tinha atraído inicialmente com a promessa de grandes lucros, de forma a manter a farsa.

Quando o esquema desmoronou, o ator de 35 anos devia US$ 230 milhões.