Divulgação/RT Features

Leandra Leal defende legalização de drogas após viver policial em “Alemão 2”

Primeiro filme de ação estrelado por Leandra Leal (“Aruanas”), “Alemão 2” tem sua pré-estreia nacional neste sábado (18/12) no Festival do Rio. Trata-se do longa mais aguardado da maratona cinéfila do RJ, que termina neste domingo (19/12), e a experiência de filmá-lo deu à atriz uma perspectiva mais clara sobre a violência dos morros cariocas. Por conta disso, durante a divulgação, ela defendeu a legalização da maconha, como em outros países, para apaziguar o clima de guerra civil cotidiana retratado na produção.

No thriller dirigido por José Eduardo Belmonte, Leandra vive uma policial novata, que sobe o morro com os colegas de corporação para capturar um traficante que dominou o território após a falência das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora), nove anos depois da operação militar realizada para livrar o Complexo do Alemão do controle do tráfico. O filme mostra que a operação midiática de ocupação foi um grande fracasso.

“Minha personagem é uma pessoa nova na corporação e que acha que vai fazer diferença. Ela faz uma operação, dá tudo errado e ela vai se perdendo, se perdendo…”, contou a atriz para a colunista Patricia Kogut.

“É interessante ser uma policial mulher num ambiente tão masculino. Ela é mais idealista mesmo e vive uma grande frustração dessa realidade. Vai vendo o quanto não consegue fazer diferença e o quanto, nessa guerra, quem comanda não quer solucionar”, continuou.

“A questão da segurança é seriíssima no Rio, no Brasil. A violência é um problema com muitas causas. É sentida mais na desigualdade social. E não dá pra gente falar sobre segurança pública sem falar na legalização. Essa guerra às drogas só produz vítimas de todos os lados. Espero que esse assunto seja encarado. A gente tem que deslocar o debate da guerra às drogas. Não é só relacionado à segurança pública, mas se trata de um debate de saúde. Espero que isso reverbere para esse lado também”, apontou.

“Alemão 2” também conta em seu elenco com Gabriel Leone (“Dom”), Vladimir Brichta (“Bingo, o Rei das Manhãs”), Mariana Nunes (do primeiro “Alemão”), Zezé Motta (“3%”), Aline Borges (“Bom Dia, Verônica”) e Digão Ribeiro (também de “Dom”).

O próximo trabalho de Leandra Leal será em “A Vida pela Frente”, série da Globoplay que ela idealizou, está produzindo e vai dirigir ao lado de Bruno Safadi.