Divulgação/Bonjour Pictures

Isabelle Huppert será homenageada no Festival de Berlim

A atriz francesa Isabelle Huppert será homenageada com um Urso de Ouro pelas realizações de sua carreira durante o Festival de Berlim de 2022.

“O Urso de Ouro honorário pode parecer uma progressão natural em uma carreira sem igual, já que Isabelle Huppert é uma das poucas artistas reconhecidas com prêmios de atuação em todos os principais festivais de cinema. Mas ela é mais que uma atriz célebre — ela é uma artista intransigente que não hesita em correr riscos e desprezar as tendências convencionais”, afirmaram Mariette Rissenbeek e Carlo Chatrian, os diretores do Berlinale, em comunicado.

Com uma carreira repleta de clássicos, iniciada durante a década de 1970, Huppert é considerada por muitos críticos como a maior atriz viva da Europa. Ela já filmou com os maiores mestres do cinema do continente, uma lista que inclui Jean-Luc Godard, Claude Chabrol, Otto Preminger, Andrzej Wajda, Bertrand Blier, Bertrand Tavernier, Michael Haneke, Olivier Assayas, François Ozon, Marco Bellocchio, Marco Ferreri, Irmãos Taviani, Catherine Breillat, Claire Denis, Anne Fontaine, Alain Robbe-Grillet, André Téchiné, Mia Hansen-Løve, Joachim Trier e Paul Verhoeven, entre muitos outros, incluindo cineastas americanos e asiáticos.

Recordista de indicações ao César (o Oscar francês), disputou o prêmio 16 vezes e teve duas vitórias — por “Mulheres Diabólicas” (1995) e “Elle” (2017).

Dirigido por Paul Verhoeven, “Elle” também levou a atriz ao Oscar pela primeira vez – ela perdeu a estatueta de Melhor Atriz para Emma Stone, por “La La Land”.

Sua estante ainda inclui duas premiações de Melhor Atriz no Festival de Cannes, por “Violette” (1978) e “A Professora de Piano” (2001), e mais duas do Festival de Veneza, por “Um Assunto de Mulheres” (1988) e “Mulheres Diabólicas” (1995).

Já os prêmios honorários pelo reconhecimento de sua carreira somam um Leão de Ouro de Veneza em 2005, mais um troféu especial da Academia Europeia de Cinema conferido em 2009, mesmo ano em que ainda recebeu outra honraria similar do Festival de Karlovy Vary.

Aos 68 anos, ela participará do Festival de Berlim para lançar um filme inédito, “Joan Verra”, de Laurent Larivière, que integra a programação do evento alemão.

O Festival de Berlim de 2022 vai acontecer de 10 a 20 de fevereiro na capital alemã.