Divulgação/CBS

Chris Noth perde agente em meio a denúncias de assédio

O ator Chris Noth, o Mr. Big de “Sex and the City”, foi dispensado pela A3 Artists Agency, empresa que cuidava de sua carreira.

Um representante da agência de talentos confirmou que a decisão foi tomada após duas mulheres acusarem o ator de agressão sexual. Os ataques teriam acontecido em Los Angeles em 2004 e em Nova York em 2015.

As mulheres, que não se conhecem, disseram que tiveram as lembranças dos abusos trazidas de volta de forma perturbadora depois de ver Noth reprisar seu papel como Mr. Big em “And Just Like That”, revival de “Sex and the City” lançado na semana passada na HBO Max.

“Ver que ele estava reprisando seu papel em Sex and the City desencadeou algo em mim”, disse a mulher identificada como Zoe, afirmando que era hora de “tentar tornar público quem ele era”.

O ator negou os abusos, afirmando que as alegações são “categoricamente falsas”. Ele disse em um comunicado, que “essas histórias poderiam ter sido de 30 anos atrás ou 30 dias atrás – não sempre significa não – essa é uma linha que eu não cruzei. Os encontros foram consensuais”.

Mas logo depois a atriz Zoe Lister-Jones (da série “Life in Pieces”) fez nova denúncia nas redes sociais, contando sua própria experiência de assédio quando contracenou com Noth num episódio de “Law & Order: Criminal Intent” em 2005.