Divulgação/Marvel

Série de Ms. Marvel só deve ser lançada no final de 2022

A série da Ms. Marvel vai atrasar e só deve estrear na segunda metade de 2022.

Inicialmente, a série tinha previsão de chegar à plataforma de streaming ainda neste ano, mas o CEO da Disney, Bob Chapek, afirmou, em comentários para investidores, que o lançamento acontecerá no quarto quadrante do ano que vem – ou seja, entre setembro e dezembro.

Segundo a revista Variety, a decisão teria relação com o excesso de produções do Marvel Studios em 2021, ano marcado pelas estreias de “Viúva Negra”, “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” e “Eternos” nos cinemas, além de “WandaVision”, “Falcão e O Soldado Invernal”, “Loki”, “What If…?” e “Gavião Arqueiro” em streaming.

Entretanto, o relatório trimestral da Disney comprovou que, quando não há lançamento de série live-ation da Marvel, a plataforma Disney+ patina e deixa de atrair novos assinantes. Do ponto de vista financeiro, o melhor para a empresa, portanto, seria lançar “Ms. Marvel” o quanto antes.

Mas há outra questão relacionada às produções da Marvel. Como são todas conectadas, o que acontece numa série pode ter relação com um filme. No caso de “Ms. Marvel”, a trama vai remeter a “The Marvels”, o novo filme da Capitã Marvel, que só tem previsão de estreia para fevereiro de 2023. Por isso, faria mais sentido lançar a série no final de 2022.

“Ms. Marvel” vai marcar a estreia de Iman Vellani como atriz, no papel da heroína do título. A jovem de 18 anos foi selecionada entre várias candidatas, seguindo um critério de representatividade. O estúdio queria alguém que fosse o mais similar possível à personagem, que será a primeira heroína muçulmana do MCU (Universo Cinematográfico da Marvel), mesmo que isso significasse uma intérprete desconhecida do público.

Nos quadrinhos, Kamala Khan é uma adolescente paquistanesa-americana que, ao ganhar superpoderes, inspira-se na Capitã Marvel para assumir sua nova identidade.

A série também dará destaque ao personagem de Matt Lintz (o Henry de “The Walking Dead”), Bruno Carrelli, que é o único amigo de Kamala que sabe que ela é a Ms. Marvel.

Desenvolvida pela roteirista Bisha K. Ali (“Sex Education”), a produção contará com direção da dupla Adil El Arbi e Bilall Fallah (diretores do blockbuster “Bad Boys Para Sempre” e do vindouro filme da “Batgirl”), da paquistanesa Sharmeen Obaid-Chinoy (vencedora de dois prêmios Oscar de Melhor Documentário em Curta-metragem) e Meera Menon (de “Farah Goes Bang” e que já trabalhou na Marvel na série “O Justiceiro”).