Divulgação/Globo - Paulo Belote

Fernanda Montenegro é eleita imortal da Academia Brasileira de Letras

A atriz Fernanda Montenegro foi eleita nova imortal da ABL (Academia Brasileira de Letras). A instituição comunicou em seu site oficial a escolha da atriz de 92 anos.

Ela recebeu 32 dos 34 votos válidos na eleição da academia e vai ocupar a cadeira 17, substituindo o diplomata Affonso Arinos de Mello Franco, morto em 2020.

“Fernanda Montenegro é um dos grandes ícones da cultura brasileira. Intelectual engajada e sensível leitora do real. Sua presença enriquece os laços profundos da Academia com as artes cênicas. Com ela, adentram, luminosos, tantos, personagens, que marcaram gerações, passado, presente e futuro”, pronunciou-se em comunicado Marco Lucchesi, presidente da ABL.

Fernanda também se manifestou nas redes sociais agradecendo a instituição. “A Academia Brasileira de Letras é um referencial cultural de 125 anos. Abrigou e abriga representantes que honram a diversidade da nossa criatividade em várias áreas. Vejo a academia como um espaço de resistência cultural”, escreveu.

A estrela já possui a maior comenda que um brasileiro pode receber da presidência do Brasil: a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito, que recebeu em 1999 pelo “reconhecimento ao destacado trabalho nas artes cênicas brasileiras”.

Com vários prêmios na carreira, ela também é a única atriz brasileira indicada ao Oscar – por “Central do Brasil” (1998).