Instagram/Britney Spears

Pai de Britney Spears pede US$ 2 milhões para desistir da tutela

O advogado de Britney Spears atacou publicamente o pai da cantora, acusando Jamie Spears de tentar “extorquir” US$ 2 milhões em pagamentos em troca de sua desistência da tutela da filha.

Mathew Rosengart busca a remoção de Jamie Spears de sua posição de controle sobre as finanças da artista desde que assumiu o caso, em julho passado. No início deste mês, o pai de Britney concordou que seria melhor para ele deixar a tutela, dizendo que não queria uma briga pública com sua filha. No entanto, não forneceu um cronograma para sua renúncia, buscando abrir a porta para uma resolução negociada.

O pedido de US$ 2 milhões para deixar a tutela da filha seria para quitar honorários de seus advogados.

“Independentemente do passado, o Sr. Spears e seu advogado recebem agora um alerta: isso não é mais tolerável, e Britney Spears não será extorquida”, disse Rosengart em comunicado. “A tentativa descarada do Sr. Spears de trocar sua remoção por um pagamento de cerca de US$ 2 milhões, além dos milhões já usufruídos dos bens da Sra. Spears pelo Sr. Spears e seus associados, não é um começo”, acrescentou.

“O único curso de ação honroso, decente e humano é que o Sr. Spears renuncie agora, forneça todas as informações necessárias para avaliar sua contabilidade e, se as questões não puderem ser resolvidas consensualmente, aja para tentar defender sua contabilidade”, completou.

Jamie Spears assumiu a tutela judicial da filha num julgamento de 10 minutos em 2008, após internação de Britney numa clínica de reabilitação devido a problemas psicológicos. O documentário “Framing Britney Spears”, disponibilizado no Brasil pela Globoplay, faz um relato detalhado da situação.

O domínio de Jamie sobre a vida da filha começou a ruir nos últimos meses. Tudo começou quando Britney deu mais de 20 minutos de testemunho emocionado em uma audiência sobre o caso em 23 de junho. Ela disse à juíza Brenda Penny, do Tribunal Superior do condado de LA, que estava traumatizada, era drogada o tempo inteiro e forçada a trabalhar contra a vontade, sentindo-se escravizada pelo próprio pai. “Eu realmente acredito que essa tutela é abusiva. Não sinto que posso viver uma vida plena”, desabafou.

Ela lutou para substituir o advogado indicado pelo próprio tribunal na audiência de 13 anos atrás que a transformou em prisioneira de seu pai, o que finalmente conseguiu em 14 de julho. O novo advogado, Mathew Rosengart, imediatamente entrou em luta contra Jamie, sem a paciência de mais de uma década do anterior.

Criticado por várias pessoas envolvidas na vida de Britney, inclusive o empresário de longa data da artista, que pediu demissão em solidariedade com a decisão da cantora de deixar de se apresentar enquanto continuar tutelada pelo pai, Jamie Spears instruiu sua advogada a desistir da briga, desde que pudesse negociar sua saída.

A reação de Rosengart deixa claro que ele não tem interesse nesse acordo e, em vez disso, espera que a juíza Brenda Penny ordene a remoção do pai de Britney na próxima audiência sobre a tutela da cantora, marcada para 29 de setembro.