Instagram/Britney Spears

Pai de Britney Spears anuncia decisão de deixar tutela da filha

O pai de Britney Spears, Jamie Spears, concordou em deixar o cargo de curador financeiro e responsável pela carreira da filha. Alvo de uma ação na Justiça da própria cantora por conta da polêmica tutoria, Jamie anunciou a decisão nesta quinta-feira (12/8).

Após 13 anos de tutela, o domínio de Jamie sobre a vida da filha começou a ruir nos últimos dois meses. Tudo começou quando Britney deu mais de 20 minutos de testemunho emocionado em uma audiência sobre o caso em 23 de junho. Ela disse à juíza Brenda Penny, do Tribunal Superior do condado de LA, que estava traumatizada, era drogada o tempo inteiro e forçada a trabalhar contra a vontade, sentindo-se escravizada pelo próprio pai. “Eu realmente acredito que essa tutela é abusiva. Não sinto que posso viver uma vida plena”, desabafou.

Ela lutou para substituir o advogado indicado pelo próprio tribunal na audiência de 10 minutos de 13 anos atrás que a transformou em prisioneira de seu pai, o que finalmente conseguiu em 14 de julho. O novo advogado, Mathew Rosengart, imediatamente entrou em luta contra Jamie, sem a paciência de mais de uma década do anterior.

Criticado por várias pessoas envolvidas na vida de Britney, inclusive o empresário de longa data da artista, que pediu demissão em solidariedade com a decisão da cantora de deixar de se apresentar enquanto continuar tutelada pelo pai, Jamie Spears instruiu sua advogada a desistir da briga.

“É altamente discutível se uma mudança na curatela neste momento seria do interesse da Sra. Spears. No entanto, embora o Sr. Spears seja o alvo incessante de ataques injustificados, ele não acredita que uma batalha pública com sua filha sobre a continuação de seu serviço como tutor seria do interesse dela”, escreveu a advogada Vivian Thoreen no processo. “Portanto, embora ele deva contestar esta petição injustificada sobre sua remoção, o Sr. Spears pretende trabalhar com o Tribunal e o novo advogado de sua filha para se preparar para uma transição ordeira para um novo curador.”

A advogada afirma que Jamie Spears aceita deixar de ser o curador, mas não agora, com a justificativa de trabalhar com a nova equipe jurídica de Britney para finalizar a papelada contábil pendente e ajudar a garantir uma transição tranquila. Enquanto isso, ele continua controlando o dinheiro da artista.

“Não há circunstâncias urgentes que justifiquem a suspensão imediata de Spears”, acrescentou Thoreen. “Independentemente de seu título formal, o Sr. Spears sempre será o pai da Sra. Spears, ele sempre a amará incondicionalmente e sempre zelará pelos melhores interesses dela”, justificou.

O advogado da cantora, Mathew Rosengart, pronunciou-se num comunicado descrevendo a decisão de Jamie de se afastar como “uma grande vitória para Britney Spears e mais um passo em direção à justiça”.

Sua declaração deixa claro, porém, que a briga jurídica só vai acabar quando Jamie estiver definitivamente fora da vida da filha.

“Esperamos continuar nossa investigação vigorosa sobre a conduta do Sr. Spears e outros, nos últimos 13 anos, enquanto ele colheu milhões de dólares do patrimônio de sua filha, e estou ansioso para receber o depoimento juramentado do Sr. Spears no futuro próximo. Nesse ínterim, em vez de fazer acusações falsas e atacar a própria filha, o Sr. Spears deve permanecer em silêncio e se afastar imediatamente”, acrescentou.

Apesar do anúncio de Jamie Spiers, na prática a ação de sua advogada foi feita em oposição à petição de Britney para removê-lo de sua tutela. A audiência sobre essa petição ainda está marcada para o dia 29 de setembro.