Divulgação/Miramax

Quentin Tarantino considerou encerrar a carreira com remake de “Cães de Aluguel”

Quentin Tarantino confirmou seus planos de encerrar sua carreira após mais um filme durante sua participação no talk show de Bill Maher na sexta-feira (25/6). E faz uma revelação inusitada: ele considerou como última produção um remake de seu primeiro longa-metragem oficial, “Cães de Aluguel”, que vai completar 30 anos em 2022.

“Eu pensei em fazer um remake de ‘Cães de Aluguel’ como meu último filme”, disse ele a Maher, antes de acrescentar rapidamente: “Não vou fazer isso, internet! Mas eu considerei”.

O diretor não quis revelar qual será o tema de seu último filme, mas garantiu que a decisão de encerrar a carreira é definitiva. Para defender a escolha, citou um de seus diretores favoritos.

“Don Siegel: se ele tivesse abandonado a carreira em 1979 quando fez ‘Fuga de Alcatraz’… que filme final seria! Que despedida seria. Mas ele continuou com mais dois outros lançamentos, que não pretendia fazer”. Os últimos filmes do falecido Siegel foram duas comédias fracas: “Ladrão por Excelência” (1980) e “Jogando com a Vida” (1982).

Mas Bill Maher contrapôs a tese de Tarantino com o exemplo da carreira de um diretor que se projetou como ator nos filmes de Don Siegel: Clint Eastwood, que continua filmando com 90 anos de idade.

Sem argumentos, Tarantino admitiu que Eastwood é uma exceção à sua regra.