Divulgação/AMPAS

Academia volta atrás e permite que atores participem do Oscar por videoconferência

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA voltou atrás em sua decisão radical de proibir discursos por videoconferência na cerimônia do Oscar 2021. Os organizadores não aguentaram a pressão de estúdios e representantes de artistas, que ameaçaram simplesmente ignorar o convite da participação presencial.

A exigência de comparecimento ao local da cerimônia em Los Angeles, no dia 21 de abril, irritou representantes de indicados que não moram nos EUA, como os atores Riz Ahmed (“O Som do Silêncio”) e Anthony Hopkins (“Meu Pai”), por exemplo. No caso de Hopkins, que tem 83 anos, a viagem chegou a ser considerada um risco extremo e desnecessário por seus agentes.

Os estúdios também protestaram, mas por motivos financeiros. Enquanto em circunstâncias normais teriam que pagar apenas uma ou duas diárias de hotel para cada indicado de fora de Los Angeles, neste ano precisariam arcar com as duas semanas de quarentena de cada um deles, antes e depois da cerimônia.

Além disso, a exigência da Academia também afetaria projetos atualmente em filmagem pelos indicados, que precisariam ser interrompidos para que os atores se deslocassem até Los Angeles para participar do evento. Algumas filmagens poderiam ficar paradas por até um mês completo, considerando as quarentenas obrigatórias de viagens entre diferentes países.

Há também o caso de países que estão com aeroportos fechados, ou simplesmente barraram voos para os EUA, e os que estão cobrando multas altíssimas das pessoas que saem de casa para atividades não essenciais. No Reino Unido, por exemplo, a penitência é de 5 mil libras esterlinas, o equivalente a R$ 38 mil.

Caso conseguisse levar adiante sua decisão, o Oscar 2021 seria a primeira premiação desde o começo da pandemia a acontecer sem a ajuda de videoconferências. O Emmy do ano passado, o Globo de Ouro deste ano, e diversas outras cerimônias, contaram com indicados e vencedores discursando por vídeo de suas casas. Mas os organizadores do Oscar viram que o Grammy foi muito elogiado por conseguir reunir a maioria dos premiados com máscaras e distanciamento social, numa cerimônia extremamente bem-realizada.

No Brasil, o Oscar 2021 será exibido ao vivo pelos canais Globo e TNT.