Instagram/Carolina Dieckmann

Carolina Dieckmann revela que roubo de fotos íntimas não tirou vontade de mandar nudes

A atriz Carolina Dieckmann, no ar em reprises de “Laços de Família”, revelou que nunca deixou de mandar nudes, mesmo depois que suas fotos íntimas vazaram para o público.

Numa entrevista ao podcast “Calcinha Larga”, Dieckmann comentou o impacto do roubo de suas fotos, que aconteceu em 2012 e inspirou uma lei apelidada com seu nome, tipificando delitos ou crimes de informática. Ela lembrou que sofreu reprovação do público por mandar nudes, mas que sua atitude firme, ao buscar a polícia após o crime, foi importante para mudar essa percepção e criminalizar a prática.

“Quando roubaram as minhas fotos e eu fui à delegacia, e para mim foi superdifícil… Seria muito mais fácil pegar, dar dinheiro para o cara e ‘Some’. Não! Fui à delegacia fazer o que é certo. Fui tão bombardeada. Começaram achar mais ou menos ok quando virou lei. Mas mesmo assim a pessoa me olha: ‘Mas pra quê você mandou foto para o seu marido?’ Eu acho que se fosse hoje eu já não precisaria me defender”, afirmou.

Ela explicou que isso não mudou seu costume. “As pessoas me perguntam: ‘Você parou de mandar foto?’ E eu: ‘Não, gente! Agora além de tudo tem a lei!’ Primeiro, que não tem mais graça me ver pelada porque já viram. E, segundo, porque já tem lei. Então, está tudo certo”.

Casada há 17 anos com o diretor Tiago Worcmann, a artista, que é mãe de dois filhos crescidos, conta que manteve o costume também porque a química permanece.

“Eu acho ele lindo, o único cara com quem gostaria de estar. Não tem segredo. É uma coisa que ainda sinto, que só sinto por ele. Não sei muito… Mas ao longo do tempo você começa a tentar pensar o que de fato você fez que deu certo, entre aspas, e o que você fez que detonou um pedaço da relação. E eu acho que a minha relação com o Tiago é livre de mágoa. A gente fala tudo o que incomoda no momento em que está incomodado”.