Divulgação/Sony

Sony anuncia nova leva de adiamentos nos cinemas

Como esperado, os estúdios de Hollywood sem estratégia alternativa digital começaram a adiar seus próximos lançamentos de cinema, após a MGM mudar a estreia de “007 – Sem Tempo para Morrer” para o fim do ano.

A Sony anunciou várias mudanças, mas manteve o otimismo – talvez exagerado – com algumas relocações.

A nova versão musical de “Cinderela”, estrelada por Camila Cabello, é uma delas. O filme trocou fevereiro pelo meio de julho. Vai competir, no dia 15, com a continuação de “Space Jam”, da Warner. Como os títulos da Warner são lançados simultaneamente na HBO Max, a Sony pode estar apostando no sucesso do streaming do estúdio rival.

“Pedro Coelho 2: O Fugitivo” também está trocando uma Páscoa em abril por uma estreia em 11 de junho, quando será o único lançamento previsto.

Já “Ghostbusters: Mais Além”, continuação de “Os Caça-Fantasmas 2” (1986), trocou o mês de junho por novembro. No dia 11, também será a única grande estreia da semana.

Todos esses filmes já tinham sido adiados antes, alguns mais de uma vez.

A novidade fica por conta da adaptação do game “Uncharted”, que terminou de ser filmada em outubro passado. Previsto para metade deste ano, o longa estrelado por Tom Holland (o Homem-Aranha) sofreu seu primeiro adiamento e agora só vai estrear em 2022, no mês de fevereiro.

As mudanças não devem parar nisso.

A nova data de “007 – Sem Tempo para Morrer” é a mesma de “Morbius”, título do universo do Homem-Aranha, que é uma grande aposta do estúdio. Não será surpresa se a Sony apresentar novas alterações em breve.

Por sinal, após a Sony, também são esperadas iniciativas similares de outros estúdios.

Graças a sua estratégia de lançamentos simultâneos em streaming, a Warner pode se dar ao luxo de manter seu cronograma atual, assim como a Universal, que lança seus títulos em PVOD (aluguel digital premium) após três fins de semana de exibição nos cinemas. Mas há muita expectativa em relação aos planos dos demais, especialmente da Disney, que já postergou algumas estreias até três vezes e encaminhou títulos como “Mulan” e “Soul” diretamente para sua plataforma Disney+ (Disney Plus).

Com as alterações já anunciadas, “King’s Man: A Origem” é um dos poucos lançamentos de grande estúdio previstos para o primeiro trimestre do ano – em 12 de março nos EUA. A produção é da Disney.