Divulgação/The CW

Série da filha do Arqueiro Verde é descartada

A rede The CW decidiu não realizar a série “Green Arrow and The Canaries”, produção derivada de “Arrow” (2012-2020), que acompanharia a filha do Arqueiro Verde e duas intérpretes de Canário Negro. A série seria a primeira do canal protagonizada por um grupo de mulheres – Mia Smoak Queen (Katherine McNamara), Laurel Lance (Katie Cassidy) e Dinah Drake (Juliana Harkavy).

A decisão tornou-se conhecida praticamente um ano após a exibição do penúltimo episódio de “Arrow”, que serviu de piloto para a série não aprovada. Detalhe: foi o capítulo de maior audiência de toda a temporada, à exceção do episódio do crossover de “Crise nas Infinitas Terras”.

As personagens, entretanto, ainda devem aparecer no Arrowverso – nome que se torna cada vez mais dissociado do universo de séries da DC Comics exibidas na rede The CW. O produtor Marc Guggenheim chegou a afirmar que havia um plano B para concluir a história inacabada do piloto em “Legends of Tomorrow”.

Ironicamente, a rede ainda não descartou o outro derivado que estava avaliando, da série sci-fi “The 100”. O que deixa claro que o parâmetro para a rejeição não foi a audiência do piloto. O capítulo que introduziu o spin-off teve uma das piores audiências da temporada final de “The 100”.