Instagram/Armie Hammer

Ex-namorada diz que Armie Hammer queria fazer “churrasco” com costela dela

Uma ex-namorada de Armie Hammer resolveu comentar as acusações de violência sexual e mensagens polêmicas que estão circulando nas redes sociais, em que o astro de “Me Chame pelo Seu Nome” supostamente se define como canibal. Em entrevista ao Page Six, Courtney Vucekovich, que ficou com o ator por alguns meses do ano passado, disse que conviver com Hammer era como namorar Hannibal Lecter — o famoso personagem canibal de “O Silêncio dos Inocentes” e da série “Hannibal”.

De acordo com a mulher, fundadora do app Flashd, as conversas que Armie tinha na cama eram fantasias a respeito de partes do corpo dela que ele gostaria de assar e devorar.

“Ele disse para mim que queria quebrar minha costela, fazer churrasco dela e comer”, alegou Vucekovich.

Ela diz que achou tudo muito bizarro, mas não deu atenção às falas na época. “‘F*da, isso é estranho’, mas você nunca pensa sobre isso de novo”, admitiu.

“Ele dizia: ‘Eu quero tirar um pedaço de você’”, ela acrescentou. “Se eu tivesse um cortezinho na minha mão, ele chuparia ou lamberia. Isso foi o mais estranho que ficou”, afirmou Vucekovich, que ficou com o ator de junho a agosto de 2020.

Apesar de não sabers os prints circulando online, em que Hammer manifesta desejo canibal, são verdadeiros, ela disse que não ficou surpresa quando os viu. “Ele gosta da ideia de pele nos dentes dele”, disse.

Além das conversas e fantasias bizarras, Vucekovich contou ao Page Six que a relação com o artista era “emocionalmente abusiva”.

“Ele entra na sua vida de forma tão grande. Ele é uma pessoa tão cativante. Ele tem uma presença muito forte, e ele sabe disso e usa isso de um jeito que a maioria das mulheres pensa: ‘Oh meu Deus, ele é incrível’, mas especialmente mulheres jovens, essa é a parte assustadora — o quão bom ele é em manipular e fazer você pensar que ele nunca se sentiu desse jeito por ninguém”, descreveu.

Vucekovich aponta que a presença, o charme e o carisma de Armie Hammer a fizeram se submeter a ele fisicamente e emocionalmente, até perceber que estava sendo manipulada. “Ele rapidamente ‘prepara’ você no relacionamento. Ele cativa você, e enquanto está sendo charmoso, ele está preparando você para essas coisas que são sombrias e pesadas e que lhe consomem. Quando eu digo consumir, eu quero dizer mentalmente, fisicamente, emocionalmente, financeiramente, apenas tudo”, explicou.

A empresária alegou que Hammer é um “camaleão”, que se transforma “exatamente no que você precisa que ele seja”. “Ele suga tudo de bom que você ainda tem. Isso foi o que ele fez comigo. Eu dei e dei e dei até que doeu”, disse.

A mulher afirma que comportamento do ator, eventualmente, se tornou “obsessivo”. Chegou a um ponto em que ela e Hammer passaram três semanas juntos, todas as horas do dia, e quando eles não estavam juntos, ela disse que recebia 100 mensagens dele no celular. “Eu não estava segura. Ele meio que faz, tipo, ‘eu vou ensinar coisas a você’. Eu sou mais inteligente do que isso, mas onde eu estava durante isso? Eu sabia o tempo todo. Eu tive um pressentimento o tempo todo de que isso não estava certo. Ele não está bem”, analisou.

Vucekovich também alegou que o ator bebia e usava drogas “o tempo todo”, o que a fez se sentir assustada. “Ele fez algumas coisas comigo com as quais eu não estava confortável. Sabe lá por qual razão ele me convenceu de que essas coisas eram OK, e ele me colocou em situações perigosas com as quais eu não estava de acordo, nas quais ele estava bebendo muito, e eu não estava bebendo daquele jeito, e me assustou”, afirmou. E acrescentou: “Você acaba fazendo coisas que são muito fora da sua personalidade, incluindo atos sexuais”.

De acordo com a empresária, Hammer é uma das pessoas mais “quebradas” que ela já conheceu. “Ele faz você se sentir mal por ele, e isso é muito assustador, e faz você continuar com ele”, explicou. Ela também disse que, em um ponto da relação, se viu pagando por todas as despesas deles, incluindo gasolina para a caminhonete de Hammer, porque ele supostamente estaria falido: “Ele precisa de você. Ele realmente precisa de você. É um trabalho em tempo integral quando você está com ele do jeito que eu estava. Eu estava tentando respirar o tempo inteiro durante a nossa relação. Você está se afogando no buraco negro dele, tentando ficar na superfície. Há momentos aleatórios bons, que convencem você a ficar”.

Ela diz que o relacionamento acabou após uma briga explosiva. “Ele implode a vida das mulheres desse jeito e vai embora”, alegou.

Depois do término, a empresária começou a ter ataques de pânico, pensando em tudo que enfrentou durante o relacionamento volátil. Ela, inclusive, se inscreveu em um programa para tratar de traumas e transtorno de estresse pós-traumático. “Não queria levar isso para o meu futuro”, justificou.

Recentemente, ao informar que se afastaria do filme “Shotgun Wedding”, o ator classificou as acusações que estão na internet como mentirosas. “Não estou respondendo a essas alegações de m*rda, mas à luz dos ataques online viciosos e espúrios contra mim, não posso, em sã consciência, deixar meus filhos por quatro meses para fazer um filme na República Dominicana. A Lionsgate está me apoiando nisso e sou grato a eles por isso”, explicou, sobre a paralisação da carreira.

Nos últimos dias, uma conta criada no Instagram, House of Effie, tem exposto mensagens violentas que supostamente seriam do ator. A dona do perfil, que não se identifica, alega que viveu um relacionamento abusivo com ele, enquanto Hammer era casado com Elizabeth Chambers. Além de prints de mensagens, também há fotos de machucados feitos pelo ator.

Outras mulheres que alegam ter envolvimentos abusivos com ele também se pronunciaram. Todas também de forma anônima.

Atualmente, o ator está nas ilhas Cayman, onde seus dois filhos, Harper, de 6 anos, e Ford, de 3, vivem com sua ex-mulher. Hammer está lutando por custódia conjunta das crianças no processo de divórcio.