Divulgação/Annapurna Pictures

Armie Hammer desiste de filme com Jennifer Lopez em meio a boatos de canibalismo

Armie Hammer desistiu de filmar “Shotgun Wedding” com Jennifer Lopez. A decisão foi tomada após supostas mensagens vazadas de Armie Hammer virem à tona, em que o astro de “Me Chame pelo Seu Nome” se confessa canibal e com desejos típicos de um serial killer.

O estúdio Lionsgate confirmou que a iniciativa partiu do ator e que apoia sua decisão. “Dada a data de início iminente de ‘Shotgun Wedding’, Armie pediu para se afastar do filme e nós o apoiamos em sua decisão”, disse o estúdio em uma nota oficial sucinta.

Pela primeira vez, desde que os boatos de canibalismo começaram, o ator também se manifestou, via seu próprio comunicado.

“Não estou respondendo a essas alegações de m*rda, mas à luz dos ataques online viciosos e espúrios contra mim, não posso, em sã consciência, deixar meus filhos por quatro meses para fazer um filme na República Dominicana. A Lionsgate está me apoiando nisso e sou grato a eles por isso”, explicou.

As mensagens polêmicas, que de acordo com o Page Six, vazaram por uma conta anônima da mídia social sob o nome de House of Effie, eram supostamente mensagens diretas de Hammer, detalhando fantasias sexuais perturbadoras.

Mistura de comédia e ação, “Shotgun Wedding” deveria acompanhar os personagens de Lopez e Hammer no dia de seu casamento. Enquanto reúnem suas famílias adoráveis, mas cheias de opiniões, para viajar até o local da cerimônia, os dois começam a discutir e colocam em xeque o matrimônio. E no momento em que o casamento balança, todos acabam virando reféns.

O projeto tem roteiro de Liz Meriwether (a criadora de “New Girl”) e Mark Hammer (“Apenas Duas Noites”), direção de Jason Moore (“A Escolha Perfeita) e ainda inclui o astro Ryan Reynolds (“Deadpool”) em sua equipe de produção. É que ele estava originalmente negociando estrelar o filme, mas acabou negociando participação apenas como produtor.

A produção irá agora buscar um substituto para Hammer.