Divulgação/Porta dos Fundos

Esquete do Porta dos Fundos sofre repúdio por suposto preconceito etário

Um vídeo estrelado por Fabio Porchat no canal do Porta dos Fundos motivou notas de repúdio na segunda-feira (18) por “um suposto ‘humor’ que reforça estereótipos equivocados”.

O Instituto Ethos e a plataforma Labora apontam que o alvo da reclamação é uma esquete em que o personagem vivido por Porchat se refere à mãe de 57 anos “como se ela fosse uma criança incapaz”. Para eles, trata-se de “preconceito etário” (“idadismo”).

A esquete também chamou atenção da HUB 40+, uma comunidade voltada para a empregabilidade e marketing de pessoas acima dos 40. Em nota, Mauro Wainstock, sócio fundador da HUB 40+, diz que o programa “ridiculariza uma mãe de 57 anos em sua relação com os filhos e a tecnologia”.

Lançada há oito dias, a esquete se chama “Responsável”. Mas o tratamento da mãe “como se ela fosse uma criança incapaz” tem contexto maior que o citado. O alvo não é apenas a relação da mãe com a tecnologia, mas com a mídia em geral – e por meio de incentivo do filho alienado.

A piada visa demonstrar como as pessoas estão susceptíveis à lavagem cerebral ao acompanharem noticiários sensacionalistas da TV, novelas bíblicas e fake news por whatsapp.

Veja o vídeo completo abaixo.