Instagram/Nego do Borel

Acusações de Duda Reis contra Nego do Borel vão parar no Fantástico

As acusações de violência de Duda Reis contra Nego do Borel foram para no “Fantástico” na noite de domingo (17/1). A atriz de 19 anos acusa o cantor de estupro de vulnerável, ameaça, injúria, lesão corporal, violência doméstica e transmissão de HPV (infecção sexualmente transmissível).

Os dois ficaram juntos por pouco mais de 2 anos, em um relacionamento que teve muito bate-boca virtual e confusões envolvendo a família da atriz, tudo exposto nas redes sociais. Na entrevista, Duda disse que precisou tomar uma série de remédios, após ser diagnosticada com depressão, síndrome do pânico, bulimia e anorexia.

“Tem até um vídeo que saiu na internet, que eu tô bem dopada. O que acontecia quando eu estava dopada, é que ele vinha ter relação comigo, sexual, e eu aceitava”. Questionada se ela tinha consciência, a atriz foi clara: “Não, eu não tinha consciência”.

“Às vezes, a gente acha que estupro é a pessoa te pegar, sair te arrastando, pegar uma pessoa desconhecida na rua, mas não. O não é não, e quando eu tive essa consciência eu fiquei muito mal, como eu passei e me submeti a muita coisa e quieta. Isso que é pior”.

Já Nego do Borel negou as acusações feitas pela ex-noiva: “Eu não fiz isso, estupro é uma coisa muito séria”, e continuou: “Não houve sexo sem o consentimento dela. Isso que ela está falando é mentira. Não sei porque ela está falando isso. Não sei porque ela está inventando isso”.

Ao falar sobre o relacionamento, Duda Reis relembrou o momento em que começou a sentir medo de Borel. “Depois do carnaval, quando eu fui pra Sapucaí sozinha, ele não reagiu bem, teve muito ciúme, queria que eu fosse embora logo, pedia para as pessoas ficarem me espionando. Quando eu cheguei lá, ele estava me esperando. Ele estava na cozinha, segurando uma faca. Ele estava muito fora de si e eu fiquei com muito medo neste dia. As agressões eram constantes, principalmente as verbais. ‘Vai tomar naquele lugar, vai se….., vagabu…’. Era confuso, ao mesmo tempo que ele gostava de mim, da minha pessoa magra, ele criticava. Ele falava: ‘Nossa, olha aquela mulher, que corpão, que não sei o quê’ e eu me sentia muito mal. Era uma violência muito silenciosa pra mim, mexia muito com minha autoestima”.

Nego do Borel negou que a ameaçou com a faca: “Não aconteceu isso, mentira da Duda”.

Ele também falou um pouco sobre o relacionamento. “Não diminuía ela como mulher. Sempre fui amigo da Duda. Eu sempre falava pra ela: ‘Amor, olha só, você é linda, você é bonita'”.

Em outro ponto da entrevista, Duda Reis afirmou que Nego do Borel a agrediu fisicamente. “A primeira agressão que eu lembro muito, é no aniversário dele, ele veio pra cima de mim e me jogou em cima de várias cadeiras. Ele vinha em cima de mim, ele quebrava as coisas na casa, quando ficava nervoso ele falava: ‘Eu tô quebrando, pra não quebrar você’. Teve um episódio que ele conseguiu quebrar um porta no meio, dando cabeçada, pra não me quebrar”.

Mais uma vez o cantor negou e deu sua versão. “Não, eu não empurrei ela. A gente discutiu, ela gritou comigo, eu gritei com ela de igual pra igual, como um casal, por causa de um ciúme que eu tive”. Ele também falou sobre quebrar objetos da casa. “Mentira também. Aconteceu de uma vez, a gente estava no quarto e eu não sei o motivo da nossa discussão, que eu levantei e falei: ‘Caraca cara’ e o videogame escapou da minha mão e quebrou a televisão. Eu não vou quebrar minha televisão cara pra caramba, por causa de uma discussão. Aconteceu, não foi porque eu peguei pra jogar nela”.

Duda contou que, mesmo sendo vítima, tinha medo de fazer alguma denúncia. “A gente se questiona, se você é vítima porque você não denunciava? Você é dependente da pessoa, você é cego. Eu tinha medo, eu sofri ameaças, até de morte. Que ele ia mandar matar a minha família, se eu não colaborasse. Que eu estava mexendo com cachorro grande”.

Nego voltou a se defender. “Nenhum momento eu falei que ia matar a família dela, o pai dela. Desculpa, eu tenho muita vida pela frente, eu tenho muitas coisas pra conquistar”.

Luiz Fernando, pai de Duda, também apareceu na reportagem. Ele relembrou um vídeo que Duda postou em suas redes sociais, negando que sofria algum tipo de agressão no relacionamento. “Um dos momentos mais dolorosos que teve, foi quando ela nos desmentiu nas mídias sociais. Ela faz uma declaração, que ela não tinha sido agredida. Eu tive a certeza convicta que não era minha filha falando”, comentou.

A atriz contou como esse vídeo foi gravado. “Eu estava sentada, ele na minha frente, em gritos, me mandando gravar, pra eu cuidar da minha família. Se eu quisesse minha família viva, eu teria que gravar o vídeo”. E continuou: “Eu comecei a perder o vínculo com as pessoas que eu amava, principalmente com minha família”.

Mais uma vez, o cantor negou. “Eu não fiz isso, eu falava pra ela, inclusive tenho nas conversas, eu falava pra ela assim: ‘Seus pais podem estar chateados comigo, podem não aceitar nossa relação, mas eles são seus pais'”.

Ao realizar um boletim de ocorrência na quinta passada (14/1), Duda Reis contou que Nego do Borel tinha uma arma em casa. Só que ele mostrou que era uma arma de brinquedo. “É mentira também. Eu tenho uma arma de airsoft, que tá com a polícia e ela viu essa arma aqui, diversas vezes”.

Mas, durante a entrevista exibida no “Fantástico”, Duda manteve sua versão. “Não é o fuzil que ele posta e mostra. O fuzil que eu vi era todo preto”.

Swellen Sauer, ex-assessora de Nego do Borel e também sua ex-namorada, já havia acusado o funkeiro em 2015 de ter tentado enforcá-la com um carregador de celular. Agora, com o boletim de ocorrência registrado por Duda Reis, Swellen contou em suas redes sociais que sofreu mais agressões.

“Passei por situações constrangedoras! Uma vez ele deu um soco na minha costela dentro de uma boate na Barra da Tijuca, onde eu tinha ido para uma gravação do clipe do Mc Tikão, que eu também assessorava”, ela contou.

O cantor também abordou essa acusação. “Não aconteceu isso. Eu não entendo porque ela fala que eu deixei ela sem ar, dei soco na costela dela e ela não fez nenhum registro na delegacia. Ela tinha que ter feito, esse era o certo”, comentou Nego do Borel.

Perguntado se todas as acusações de agressões e ameaças eram reais, ele disse: “Muitas coisas elas estão mentindo. Eu traí, assumo o meu erro, peço perdão e desculpa para Duda”.

Após a queixa criminal, a Justiça de São Paulo concedeu medida protetiva a favor de Duda, impedindo Nego do Borel de se aproximar dela. Ao mesmo tempo, os advogados do cantor entraram com ação de indenização contra a atriz. Afirmam que as acusações dela são “irresponsáveis e levianas”, pedem uma indenização de R$ 45 mil por supostos danos morais à carreira do funkeiro e que a Justiça conceda liminar para que as postagens de Duda falando sobre o caso sejam excluídas das redes sociais, além de proibi-la de publicar vídeos, fotos ou textos sobre o tema.