Divulgação/Netflix

Mike Flanagan revela não ter planos para continuação de A Maldição da Mansão Bly

2021 será um ano sem Maldições. O cineasta Mike Flanagan, responsável pelas minisséries “A Maldição da Residência Hill” (The Haunting of Hill House) e “A Maldição da Mansão Bly” (The Haunting of Bly Manor) na Netflix, revelou que não planos para uma 3ª temporada da série de antologia de terror.

“No momento, não há planos para mais capítulos”, ele escreveu no Twitter, em resposta a um seguidor que queria saber sobre as chances de uma nova minissérie no futuro. “Nunca diga nunca, é claro, mas agora estamos focados em uma lista completa de outros projetos da [produtora] Intrepid para 2021 e além. Se as coisas mudarem, vamos absolutamente avisar a todos!”.

“A Maldição da Residência Hill”, inspirado numa história clássica de terror da escritora Shirley Jackson, foi um grande sucesso para o serviço de streaming, quando estreou em outubro de 2018. Isto inspirou Flanagan a transformar o conceito numa antologia de terror, apresentando outra história de casal mal-assombrada dois anos depois, com “A Maldição da Mansão Bly”, uma adaptação das obras de Henry James.

O produtor executivo está atualmente trabalhando com o produtor das duas séries, Trevor Macy, em outro projeto de terror da Netflix: “Midnight Mass”, que também será uma minissérie de terror. Desta vez, os eventos sobrenaturais não estarão restritos a uma casa mal-assombrada, mas à comunidade de uma ilha, que começa a vivenciar fenômenos estranhos após a chegada de um novo padre.

“Midnight Mass” está atualmente em pós-produção, mas ainda não tem previsão de estreia.