Divulgação/Warner

Astros de O Hobbit pedem ajuda aos fãs para comprar casa de Tolkien

A casa do escritor JRR Tolkien está sendo colocada à venda e uma campanha de financiamento coletivo foi iniciada com a esperança de que os fãs de “O Senhor dos Anéis” e “Hobbit” apoiem uma iniciativa para comprar, restaurar e transformar a propriedade em um museu de Tolkien.

Batizado de Projeto Northmoor, o grupo começou uma campanha de três meses na quarta-feira para arrecadar pelo menos US$ 5,3 milhões para comprar a casa em 20 Northmoor Road, nos arredores de Oxford, na Inglaterra. Foi lá que Tolkien viveu com sua esposa Edith e seus quatro filhos, de 1930 a 1947, quando escreveu “O Hobbit” e grande parte da trilogia de fantasia “O Senhor dos Anéis”.

Apoiando a iniciativa estão inúmeras celebridades que ajudaram a criar um vídeo de apelo aos fãs, entre elas três astros dos filmes baseados nas obras de fantasia do escritor: Ian McKellen (Gandalf), John Rhys-Davies (Gimli) e Martin Freeman (Bilbo).

Além dos três atores, a cantora Annie Lennox (que gravou “Into the West” para a saga “O Senhor dos Anéis”) e outros famosos, como Derek Jacobi (“Gladiador”), aparecem no vídeo promocional da campanha, que pretende arrecadar US$ 6 milhões (cerca de R$ 31 milhões) em doações para comprar a casa e transformá-la em um centro literário homenageando Tolkien, impedindo que ela seja reformada ou usada com outro propósito.

“Se as pessoas ainda estiverem lendo daqui a mil anos, Tolkien vai ser lembrado como um dos maiores escritores da Grã-Bretanha, e ficará evidente que não assegurar a sobrevivência de um lugar como esse foi uma enorme ignorância da nossa parte”, disse John Rhys-Davies na campanha para salvar a casa do criador de “O Senhor dos Anéis”.