Instagram/Henry Golding

Astro de G.I. Joe Origens: Snake Eyes diz que filme terá muitas lutas marciais

A participação da Paramount na CCXP Worlds, a versão virtual da Comic Con Experience (CCXP), teve como destaque o painel de “G.I. Joe Origens: Snake Eyes”, que reuniu Henry Golding, o astro de “Podres de Ricos” que viverá Snake Eyes, o artista Larry Hama, que criou os quadrinhos de “G.I. Joe”, e Úrsula Corberó, atriz que conquistou muitos fãs como a Tóquio de “La Casa de Papel” e que interpretará a vilã Baronesa no novo filme da franquia.

Durante as participações, realizadas por videoconferência no sábado (5/12), Golding revelou que “G.I. Joe Origens: Snake Eyes” vai apresentar em detalhes a origem e o lado humano de Snake Eyes, que sempre foi um mistério no universo G.I. Joe. Segundo ele, o filme mostrará “suas fraquezas, falhas, a relação com o irmão e, claro, toda emoção ao derrotar os obstáculos que aparecem à sua frente”, contou o ator.

Larry Hama disse que as artes marciais são o grande diferencial deste filme em relação aos dois anteriores de G.I. Joe e são essenciais para a história.

Aproveitando o tema das cenas de luta, Golding garantiu que os fãs vão pirar e revelou que ele suou muito para fazer bonito nas gravações. “Temos cenas incríveis no Japão. Iko Uwais me destruiu, não vou mentir… a coreografia dele é de enlouquecer! Ele é fenomenal!”, elogiou Golding. O astro e campeão indonésio de artes marciais, que estourou no cinema com “Operação Invasão” (The Raid), viverá o mentor de Snake Eyes.

Por fim, a aparição de Úrsula foi breve e serviu para perguntar a Golding qual a reação dele ao ser escalado para viver Snake Eyes. Ele disse que ficou emocionado. “Ter a oportunidade de calçar os sapatos dele (Snake Eyes) e viver esta geração do personagem representou muito para mim!”, afirmou.

O elenco também inclui Andrew Koji (da série “Warrior”) como Storm Shadow, o ninja que é rival e irmão de sangue de Snake Eyes, e Samara Weaving (“A Babá”) como a heroína Scarlett.

O filme foi escrito pelo grego Evan Spiliotopoulos, roteirista de “Hércules” (2014), “O Caçador e a Rainha do Gelo” (2016) e “A Bela e a Fera” (2017), e a direção está a cargo de Robert Schwentke, que dirigiu dois filmes da franquia “Divergente”.

Originalmente previsto para outubro passado, o filme de “Snake Eyes” foi adiado em um ano e agora só deve estrear em outubro de 2021.