Divulgação/Warner

Tenet volta a lotar cinemas em plena pandemia no Brasil

O circuito cinematográfico brasileiro teve seu melhor de semana desde o começo da pandemia neste feriado de Finados. Entre quinta e segunda (2/11), 291,4 mil pessoas compraram ingressos para assistir aos filmes em cartaz, segundo levantamento da consultoria Comscore.

O feriadão teve a estreia de “Tenet”, o maior candidato a blockbuster lançado desde março, que foi responsável por levar 107,9 mil pessoas aos cinemas. O thriller de ação e ficção científica da Warner arrecadou R$ 2,05 milhões nas bilheterias.

Os valores deste fim de semana são 140% maiores do que os da semana anterior, em que os cinemas tiveram público de 119 mil espectadores. “Tenet” foi responsável por quase dobrar esse montante, mas também tiveram bons desempenhos o filme de super-heróis “Os Novos Mutantes” e o documentário musical “BTS Break the Silence”.

Já pelos dados do site Ingresso.com, “Tenet” foi responsável por 56% dos ingressos de cinema vendidos no fim de semana prolongado.

Mesmo assim, os valores estão bem abaixo do “antigo normal”. No último final de semana antes do fechamento das salas devido a covid-19 (entre os dias 12 e 15 de março), os cinemas arrecadaram R$ 8,4 milhões em venda de ingressos, com um dia a menos na conta e já em fase de esvaziamento pelo receio da pandemia.

No exterior, o desempenho de “Tenet” decepcionou o mercado e foi responsável por assustar os estúdios de Hollywood, que suspenderam as estreias deste ano, passando seus principais lançamentos para 2021.

Deste modo, o pretenso renascimento do negócio cinematográfico no Brasil, graças à estreia do filme, não tem como se sustentar pela falta de outros grandes lançamentos nos próximos meses.

Uma opção seria dar mais espaço para produções nacionais. Infelizmente, a Ancine e o desgoverno têm criado dificuldades para a liberação de verbas, atrasando e inviabilizando diversas produções brasileiras, o que gera um efeito colateral de tempestade perfeita para o setor.