Divulgação/Sony Music

Filme com Harry Styles tem produção paralisada após teste positivo de covid-19

O estúdio New Line paralisou temporariamente a produção do filme “Don’t Worry Darling”, dirigido por Olivia Wilde (“Fora de Série”), após um membro da produção testar positivo para covid-19.

As estrelas da produção, que incluem Florence Pugh (“Adoráveis Mulheres”), Chris Pine (“Mulher-Maravilha”), Gemma Chan (“Capitã Marvel”), KiKi Layne (“Se a Rua Beale Falasse”) e o cantor Harry Styles (“Dunkirk”) foram colocadas em quarentena.

O filme está seguido protocolos rígidos de segurança e o teste positivo surgiu durante os exames de rotina – o que se tornou um risco ocupacional comum na volta aos trabalhos durante a pandemia.

A produção não revelou quem deu positivo, mas fontes ouvidas pelo site Deadline garantiram que não foi ninguém do elenco principal.

A paralisação deve durar duas semanas, de acordo com as práticas previstas de quarentena.

“Don’t Worry Darling” começou a ser filmado no mês passado e já conta com algumas semanas de filmagens finalizadas.

Os detalhes do enredo estão sendo mantidos em segredo, mas a trama se passa numa comunidade isolada e utópica dos anos 1950 no deserto da Califórnia, e a protagonista é uma dona de casa que descobre uma verdade perturbadora sobre sua vida aparentemente perfeita.

O roteiro foi escrito pelos irmãos Shane e Carey Van Dyke (do terror “O Silêncio”), que são netos do veterano ator Dick Van Dyke, e foi reescrito por Katie Silberman, coautora do roteiro de “Fora de Série”, a estreia de Olivia Wilde na direção.

Wilde também vai atuar no filme, mas o destaque principal será para Pugh, atriz em ascensão, que também estrela “Viúva Negra”, próximo lançamento da Marvel nos cinemas.

As paralisações por testes positivos de covid-19 se tornaram parte do “novo normal” de Hollywood, aumentando o período de filmagens. Entre as produções que precisaram ser suspensas por quarentenas incluem-se o novo Batman, após Robert Pattinson dar positivo, e os próximos “Jurassic World” e “Missão: Impossível”.

Enquanto os grandes estúdios podem programar as atuais paradas esporádicas em seus orçamentos, os filmes indies não tem esta opção, especialmente porque as seguradoras não estão fazendo apólices para garantir produções afetadas pelo coronavírus.