Divulgação/Gaumont

Keira Knightley desiste de estrelar série da Apple TV+

Preocupada com a segunda onda de contágio da pandemia de coronavírus no Reino Unido, Keira Knightley (“Colette”) abandonou a produção da série “The Essex Serpent”, da AppleTV+.

A atriz, que tem duas filhas pequenas com o músico James Righton (da banda Klaxons), não se sentiu confortável em ficar longe das crianças por um período estendido, que o novo protocolo de segurança impôs às a produções britânicas durante a pandemia. Seriam quatro meses e meio afastada das filhas.

Prevista para começar dentro de seis semanas, a gravação da série foi paralisada em busca de uma nova protagonista.

A produção de época é baseada no romance “A Serpente do Essex” de Sarah Perry, vencedor do prêmio de Livro do Ano de 2016 no Reino Unido, e está sendo desenvolvida pela roteirista Anna Symon (“Sra. Wilson”), com direção da cineasta Clio Barnard (“O Gigante Egoísta” e “Dark River”).

A trama gira em torno de Cora, que, ao se tornar viúva e encerrar um casamento abusivo, muda-se com o filho da Londres vitoriana para o pequeno vilarejo de Aldwinter em Essex. Lá, fica intrigada com a superstição local de que uma criatura mítica conhecida como a serpente de Essex voltou para a área. Naturalista amadora sem interesse por superstições ou questões religiosas, Cora se empolga com a ideia de que aquilo que as pessoas da região tomam por uma criatura sobrenatural possa, na realidade, ser uma espécie ainda não descoberta.

Além do drama da Apple, Knightley também tinha se comprometido a estrelar e produzir uma série limitada para a Hulu, baseada no romance “The Other Typist”, de Suzanne Rindell. Não há informações sobre o status desse projeto, mas a atriz pode ter optado apenas por diminuir os compromissos, em vez de parar tudo durante a pandemia.