Divulgação/Netflix

Away: Série sci-fi de Hilary Swank é cancelada na 1ª temporada

A Netflix cancelou “Away”, série de ficção científica estrelada por Hilary Swank, vencedora de dois Oscars, após apenas uma temporada. A decisão foi anunciada seis semanas depois da estreia da série, em 4 de setembro.

O detalhe é que “Away” ficou no Top 10 de audiência semanal de séries dos serviços de streaming nos Estados Unidos durante suas primeiras três semanas. A lista é feita pela Nielsen, empresa especializada em pesquisas de mercado.

A plataforma de streaming, que não revela números de audiência, costuma decidir sobre renovações e cancelamentos a partir de um comparação entre o custo de um programa e seu alcance global de público. Mas às vezes a conta é desequilibrada por políticas empresariais. Recentemente, a Netflix sofreu mudanças importantes de bastidores. A executiva Channing Dungey, que aprovou a produção de “Away”, acaba de trocar de empresa, anunciada como nova diretora de conteúdo da divisão de séries e programas televisivos da Warner Media.

Criada pelo roteirista Andrew Hinderaker (“Penny Dreadful”), a série trazia a vencedora do Oscar por “Meninos Não Choram” (1999) e “Menina de Ouro” (2004) como uma astronauta americana, que deixa seu marido e sua filha adolescente para comandar uma tripulação internacional numa missão arriscada: a primeira expedição humana para o planeta Marte.

O tema já tinha sido explorado em outras séries rapidamente canceladas, como “The First”, em que Sean Penn era o astronauta rumo à Marte, e a pioneira “Defying Gravity”, que tinha o mesmo tom de novela de “Away” e, ao tentar chegar a Vênus em 2009, também ficou no meio do caminho na 1ª temporada.

A equipe de produção de “Away” ainda juntava o cineasta Matt Reeves (do novo “Batman”), o produtor Jason Katims (“Parenthood”) e a roteirista Jessica Goldberg (criadora de “The Path”), que servia como showrunner.