Instagram/Jodie Turner-Smith

Atriz de Queen & Slim será primeira negra a viver a rainha Ana Bolena

A atriz e modelo britânica Jodie Turner-Smith, que brilhou no recente filme “Queen & Slim”, está pronta para a polêmica em seu próximo projeto. Ela será a primeira intérprete negra de Ana Bolena, a célebre segunda esposa do rei inglês Henrique VIII, que foi decapitada em 1536 porque, digamos, ainda não existia divórcio.

Volúvel ao extremo, Henrique VIII criou uma nova religião para se casar com Ana Bolena em 1533, a Igreja Anglicana, porque a Igreja Católica não aceitou seus argumentos para anular seu primeiro casamento com Catarina de Aragão. Mas o reinado de Bolena durou pouco, apenas três anos. Um dia depois de sua decapitação, o rei se casou com Jane Seymour.

A mãe da futura rainha Elizabeth 1ª foi executada em 1536 na Torre de Londres depois de cair em desgraça com o rei da dinastia Tudor e perder uma batalha política para inimigos na corte, como Thomas Cromwell.

Esta história já foi contada várias vezes no cinema e na TV, mas será a primeira vez que será encenada com uma atriz negra e com a perspectiva da controversa personagem, que levou a Inglaterra a abandonar o catolicismo, mudando a história do mundo.

O projeto é uma minissérie de três partes, escrita pela atriz Eve Hedderwick Turner e encomendada pelo Channel 5 britânico (da ViacomCBS).

“O drama explorará os últimos meses da vida de Ana Bolena pela perspectiva da rainha. Em clima de suspense psicológico, acompanhará enquanto ela luta para sobreviver, para garantir um futuro para a filha e para desafiar o patriarcado poderoso que a oprime”, informou o Channel 5 em um comunicado.

“A lenda desta rainha formidável e mãe aguerrida será vista como uma história profundamente humana que ainda é muito relevante para a atualidade”, acrescentou Turner-Smith.