Vida da cantora Mercedes Sosa vai virar série argentina


A vida da cantora argentina Mercedes Sosa vai virar uma minissérie dramática de 13 capítulos.

“Mercedes Sosa – A Série” conta com o apoio da família e da fundação que leva o nome da artista, e será realizada pela produtora argentina Cinema 7 Films, com o objetivo de contar a história de superação pessoal e de sucesso de uma das maiores estrelas musicais da América Latina, falecida em 2009.

“Enche-nos de orgulho e alegria poder levar à tela a vida de nossa avó Mercedes, uma mulher que superou todo tipo de dificuldades, convertendo-se em um símbolo de luta e em uma das vozes mais importantes de toda a América Latina”, disseram Araceli e Agustín Matus, netos da cantora, em um comunicado da produtora sobre o projeto.

Mercedes Sosa, conhecida popularmente como La Negra, nasceu na pobreza, sofreu perseguição política e uma depressão que quase a levou à morte. Mas ela conseguiu se transformar em uma das artistas mais reconhecidas do continente, conquistando a admiração de figuras como Pavarotti, Sting e Caetano Veloso.

“Queremos retratá-la tal como era, com suas virtudes e suas tribulações, uma heroína de carne e osso. Não temos dúvidas de que o grande público se surpreenderá com esta série, principalmente o mais jovem”, disse Rodrigo H. Vila, diretor, produtor e sócio fundador da Cinema 7 Films.



A produtora já havia filmado o documentário “Mercedes Sosa, la Voz de Latinoamérica” (2013), que abordava o legado da artista, e agora se dedicará à dramatização de sua vida com um elenco de atores e equipe de gravação exclusiva, ainda não anunciados.

Apesar de estar em fase de negociações com o mercado, os produtores já projetam um lançamento em 2021.

Relembre abaixo a bela interpretação de “Volver a los 17”, gravada pela Globo em 1987, em que Mercedes canta com Milton, Gal, Caetano e Chico.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings