Filme brasileiro Cidade Pássaro ganha estreia internacional na Netflix



O drama brasileiro “Cidade Pássaro”, de Matias Mariani, ganhou lançamento internacional na Netflix nesta quarta (29/7). Exibido na mostra Panorama do Festival de Berlim deste ano, o filme é a produção nacional mais elogiada de 2020 até o momento.

Mas o público brasileiro precisará esperar mais que o resto do planeta para conhecê-la. Como os distribuidores ainda planejam uma estreia cinematográfica, o filme só chegará por aqui no final do ano.

Rodado em São Paulo e protagonizado por dois atores nigerianos, “Cidade Pássaro” conta a história de Amadi (OC Ukeje), imigrante que desembarca na capital paulista em busca de seu irmão Ikenna (Chukwudi Iwuji), o primogênito de uma família da etnia Igbo. Enquanto procura seu irmão, que mentiu sobre sua vida no Brasil, Amadi conhece uma comunidade de imigrantes na cidade.

O elenco conta também com Indira Nascimento (“3%”), no papel de Emília, que passa a ser a ligação de Amadi com os brasileiros.

OC Ukeje é um ator de destaque em Nollywood, a indústria cinematográfica do pais, com papéis em mais de 30 filmes, enquanto Chukwudi Iwuji já se projetou em produções americanas, aparecendo em “Designated Survivor” e na premiada minissérie “Olhos que Condenam” (When They See Us).

Com o título internacional de “Shine Your Eyes”, o filme atingiu 100% de aprovação no site americano Rotten Tomatoes. São apenas sete críticas computadas, mas os elogios entusiasmados da imprensa mundial foram decisivos para a Netflix querer a produção – chamada de “estreia brilhante” pelo The Hollywood Reporter.



“Cidade Pássaro” é o primeiro longa de ficção dirigido por Matias Mariani, mas ele tem longa trajetória como produtor e já dirigiu um par de documentários, entre eles “A Vida Privada dos Hipopótamos” (2014), sobre os animais de estimação do traficante Pablo Escobar.

O novo longa é uma produção da Primo Filmes (“O Cheiro do Ralo”) e Tabuleiro Filmes (“Diamante, o Bailarina”), em associação com a Taiga Filmes (“Histórias que só Existem quando Lembradas”) e coprodução internacional com MPM Films (“O Cavalo de Turin”) e February Films (“O Hospedeiro”).

A distribuição no Brasil será feita pela Vitrine Filmes.

Confira abaixo o trailer do drama de Mariani.



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings