Advogado de Maradona ameaça Netflix por filme sobre o jogador



O jogador argentino Diego Maradona não gostou nada de descobrir que sua vida estava inspirando um projeto de filme da Netflix. O advogado do ex-camisa 10 da seleção da Argentina disse que pretende processar a Netflix por uso indevido da imagem de seu cliente no projeto de “The Hand of God”, que será dirigido por Paolo Sorrentino, grande fã do craque de futebol.

O advogado Matias Morla ainda comentou no Twitter que, além do processo por uso não liberado da imagem, pretende fazer uma apresentação formal à Justiça pelo uso não autorizado de uma marca registrada de Maradona.

“Diego Maradona não autorizou o uso de imagens para este filme. Com nossos colegas italianos, estamos definindo a estratégia legal para fazer uma apresentação formal à Justiça por uso indeterminado de uma marca registrada”, escreveu Morla no Twitter.

O nome do filme faz referência a uma frase que o jogador usou para descrever o seu gol irregular contra a seleção da Inglaterra nas quartas de finais da Copa do Mundo de 1986, vencida pela Argentina.

A Netflix ainda não divulgou muitas informações sobre a produção, que foi anunciada na semana passada. No entanto, o diretor Paolo Sorrentino, vencedor do Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira por “A Grande Beleza” (2013), revelou em comunicado que a trama se passará em Nápoles, sua cidade natal e local onde Maradona se consagrou na Itália, conquistando o Campeonato Italiano na temporada de 1986 e 1987 e a Copa da Itália na mesma época pelo time do Napoli.

“Estou empolgado com a ideia de filmar em Nápoles novamente, exatos 20 anos após o meu primeiro filme. ‘The Hand of God’ vai representar pela primeira vez na minha carreira um filme íntimo e pessoal, um romance ao mesmo tempo alegre e doloroso”, disse Sorrentino.



Numa entrevista à Variety, em 2015, o diretor falou sobre a importância de Maradona em sua vida.

“Além de todas as coisas que eu disse antes sobre Maradona, ele involuntariamente salvou minha vida. Perdi meus pais quando tinha 16 anos em um acidente com o sistema de aquecimento em uma casa nas montanhas onde sempre costumava ir com eles. Naquele fim de semana, não fui porque queria assistir Maradona e o Napoli disputando uma partida em Empoli, e isso me salvou.”

Ainda não há previsão para o início das filmagens ou para o lançamento do filme de Sorrentino na Netflix.


blank

Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings