Terry Crews grava vídeo de apoio à família do menino João Pedro

O ator americano Terry Crews enviou um vídeo prestando sua solidariedade à família de João Pedro, menino de 14 anos que foi morto durante uma operação policial em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro.

O vídeo foi publicado na noite de terça (9/6) pela ONG Favelas na Luta e traz o ator de “As Branquelas” e da série “Brooklyn Nine-Nine” manifestando seu apoio aos ativistas negros brasileiros, enquanto manda um recado direto para os pais do menino assassinado.

“Gostaria de demonstrar minha solidariedade para a família de João Pedro. Eu apoio todos vocês em sua luta por justiça e sua luta para terminar a brutalidade policial nos Estados Unidos e no Brasil. Eu apoio os ativistas negros brasileiros, o povo vivendo nas favelas, as mães das vítimas e todos que estão lutando contra o racismo e violência. Obrigado”, disse Terry na gravação.

A morte de João Pedro movimentou a classe artística brasileira nos últimos dias, com pedidos enfáticos pelo fim da brutalidade policial nas abordagens em comunidades carentes. João Pedro também foi lembrado em alguns protestos ao redor do mundo nos últimos dias, que tiveram início com o assassinato de George Floyd por policiais brancos nos Estados Unidos.

Ver essa foto no Instagram

A luta das Mães vítimas de violências e o movimento Favelas em Luta ganhou um reforço internacional de peso hoje. @terrycrews , ator, ex-jogador de futebol americano, ativista, mandou uma mensagem de solidariedade a família de João Pedro e a todos os ativistas negros e de favelas que estavam nas ruas nos últimos domingos disputando caminhos de construção de um futuro que não seja repleto de desigualdades. _ O levante é global e ecoa em todo corpo negro e favelado que não merece morrer nem de tiro, nem de covid e nem de fome. _ Nós queremos viver! ✊🏾 _ 👉🏾 Pela aprovação do PL 2568/2020 👉🏾 Pela criação de um gabinetao para monitorar o cumprimento da liminar do STF _ Seguimos juntos, Terry! _ #VidasNegrasImportam #FavelasNaLuta #BlackLivesMatters

Uma publicação compartilhada por Movimento Favelas na Luta (@favelasnaluta) em