Festival de Veneza mantém data original em setembro

O Festival de Veneza confirmou nesta segunda-feira (20/4) que vai acontecer em setembro, data original de sua sua 77ª edição, apesar da pandemia de coronavírus que forçou o cancelamento de importantes eventos culturais em todo o mundo, como o Festival de Cannes, na França.

“O calendário será de 2 a 12 de setembro para o 77º Festival de Cinema, dirigido por Alberto Barbera”, anunciou a Bienal de Veneza, organizadora do festival, em comunicado.

Mas nem tudo acontecerá conforme originalmente previsto antes do mundo se enclausurar.

Festival de cinema mais antigo do mundo, o evento italiano, que geralmente credencia mais de 2 mil jornalistas, será reduzido devido à crise sanitária, com exibições para um público limitado de críticos e com poucos convidados estrangeiros, explicaram os organizadores.

Atualmente, a Itália está em um lockdown quase completo, com todos os cinemas e empresas não essenciais fechados. O país figura entre os mais atingidos pela pandemia de coronavírus no mundo, com 179 mil infecções confirmadas e mais de 23 mil mortes atribuídas ao contágio de covid-19, segundo dados do Instituto Johns Hopkins em 20 de abril.

Mas a situação começa a se estabilizar, permitindo que planos para abrir o comércio deixem de ser apenas uma esperança distante.

Se o Festival Veneza acontecer como planejado em setembro, poderá se beneficiar de uma rica seleção de filmes destinados a Cannes. Isto se não enfrentar a concorrência direta de uma edição tardia do evento francês. Oficialmente, a edição deste ano de Cannes não foi cancelada, apenas adiada por tempo indeterminado.