Netflix vai diminuir qualidade de streaming na Europa para suportar quarentena de vários países

A União Europeia pediu à Netflix e outras plataformas de streaming para evitarem exibição de vídeos em alta definição, em esforço para preservar a internet do uso sem precedentes durante a pandemia do novo coronavírus.

A Netflix concordou com a medida, ao considerar que a quarentena obrigatória em muitos países e as crianças fora das escolas, terão impacto na capacidade de transmissão de streaming na internet, e anunciou que limitará a qualidade de seus vídeos pelos próximos 30 dias na Europa.

“Estimamos que isso reduzirá o tráfego da Netflix nas redes europeias em cerca de 25%, garantindo também um serviço de boa qualidade para nossos assinantes”, disse a empresa em comunicado.

Atualmente, as restrições à qualidade se aplicam apenas aos usuários europeus. A Netflix não comentou se esta alteração será aplicada a usuários em outros territórios, incluindo o Brasil.

Thierry Breton, integrante da Comissão Europeia para serviços e mercados internos, também pediu às pessoas que mudem a definição dos vídeos para padrão, quando o HD não for necessário, de modo a garantir acesso à internet para todos.

Na quarta (18/3), o criador do Facebook, Mark Zuckerberg, disse a repórteres que os serviços da rede social estão enfrentando grandes aumentos de uso, muito maiores do que os picos observados durante as férias escolares. As chamadas por vídeo e voz no WhatsApp e no Facebook Messenger também mais do que dobraram.