França fecha cinemas, shoppings… tudo!

O premiê francês Édouard Philippe anunciou neste sábado (14/3) novas medidas para tentar conter a pandemia de coronavírus no país.

A partir da meia-noite de domingo, cafés, restaurantes, cinemas, teatros, casos noturnas e estabelecimentos comerciais, incluindo shopping centers, considerados “não essenciais” serão fechados por tempo indeterminado.

“Precisamos limitar a circulação, os encontros e os contatos”, disse Philippe.

O país já havia determinado a suspensão de todas as aulas e recomendado a maiores de 70 anos que não saíssem de casa. Também havia proibido eventos com mais de cem pessoas. E pontos turísticos, como a Torre Eiffel, o Palácio de Versailles e o museu do Louvre, fecharam na sexta (13/3) por tempo indeterminado.

Somente farmácias, lojas de alimentos, bancos, supermercados e postos de gasolina continuarão abertos.

Após o número de infectados por coronavírus chegarem a 4,5 mil no país, com 91 óbitos, a França passou a ser o novo grande foco da pandemia na Europa.

Mas apesar das novas restrições, o país manteve a realização de eleições municipais neste domingo (15/3).

Dentre os maiores países da Europa, apenas o Reino Unido ainda mantém as escolas em funcionamento normal. O governo britânico tem defendido que medidas drásticas não contém a epidemia e causam danos à economia, mas anunciou na noite de sexta que eventos públicos serão proibidos.