Flack é cancelada na véspera da estreia da 2ª temporada, junto com mais duas séries em produção avançada

O canal pago americano Pop TV cancelou inesperadamente três das suas cinco séries. Duas delas tinham sido renovadas para 2ª temporada e a terceira, que estava em produção, ainda não havia estreado. Os títulos cancelados foram “Flack”, “Florida Girls” e “Best Intentions”.

A decisão foi tomada após a ViacomCBS assumir completamente o controle do canal, que era uma joint venture com o estúdio Lionsgate. Todas as séries canceladas eram feitas por produtoras de fora do conglomerado da rede CBS, incluindo a própria Lionsgate, e seus destinos refletem a linha adotada por Bob Bakish, CEO da ViacomCBS, que em fevereiro determinou priorizar franquias e conteúdo produzido pelo próprio conglomerado. “Nossa estratégia não é gastar mais, mas valorizar nosso conteúdo por toda a nossa vasta base de comunicação”, ele discursou em fevereiro passado.

O cancelamento mais chocante foi o de “Flack”. A produção da comédia estrelada por Anna Paquin (de “True Blood”), no papel de uma profissional de relações públicas especializada em resolver escândalos de celebridades, recebe a notícia de que deixaria de ser exibida a uma semana da estreia de sua 2ª temporada, prevista para 13 de março.

Renovada para a 2ª temporada, “Florida Girls”, sobre quatro amigas numa cidade litorânea arruinada e cheia de alcoólatras, encontrava-se em fase avançada de gravação dos novos episódios. Já “Best Intentions” estava iniciando seus trabalhos, após ter sido encomendada pelo canal. Os estúdios responsáveis pelas três séries vão agora buscar canais alternativos para exibir o trabalho feito.

A 2ª temporada de “Flack” tem garantia de exibição no Reino Unido, já que está toda gravada e é uma coprodução do canal pago britânico UKTV. Mas as demais não tem destino garantido.

Para completar, outra série do Pop, “Schitt’s Creek”, vai se encerrar em 7 de abril, ao final de sua 6ª temporada.

Com isso, a última série remanescente do canal passa a ser, ironicamente, “One Day at a Time”, que foi resgatada do cancelamento na Netflix. A 4ª temporada e primeira produzida para a TV tem estreia marcada para 24 de março.

O desmonte do Pop remete ao que aconteceu recentemente com outro canal do conglomerado ViacomCBS, o TVLand, que atualmente também só tem uma série original no ar, “Younger”.

Além dos cancelamentos, a equipe do Pop também encolheu com várias demissões.