Sonic: O Filme lidera bilheterias da América do Norte pela segunda semana

“Sonic: O Filme” liderou as bilheterias dos EUA e Canadá pelo segundo fim de semana consecutivo, após vencer uma disputa acirrada com “O Chamado da Floresta”. As duas produções infantis chegaram a se alternar no topo ao longo do fim de semana, mas a adaptação de videogame acabou faturando US$ 1,5 milhão a mais nas projeções deste domingo (23/2).

Com os US$ 26,3 milhões dos últimos três dias, “Sonic: O Filme” superou a marca de US$ 100 milhões na América do Norte e atingiu o dobro disso no mercado mundial.

“O Chamado da Floresta” ficou em 2ª lugar com US$ 24,8 milhões, somando US$ 40,2 milhões em todo o mundo. Mas esse desempenho não deve evitar mais uma “herança maldita” da Disney, numa cortesia da antiga Fox. Isto porque, na verdade, a diferença para “Sonic: O Filme” não é de US$ 1,5 milhão nas bilheterias, mas de US$ 50 milhões no orçamento de produção.

O filme estrelado por Harrison Ford e um cachorro digital era uma tentativa da Fox de concorrer com a Disney nas adaptações infantis que misturam animação computadorizada e atores reais, e foi encomendado após o sucesso de “Mogli, o Menino Lobo” com um orçamento de US$ 135 milhões.

Numa reviravolta do mundo dos negócios, a tentativa da Fox de parecer a Disney acabou virando Disney de verdade, com a aquisição da 20th Century Fox e sua transformação em 20th Century Studios.

A trama até funciona bem no contexto das fábulas live-action do estúdio do Mickey Mouse, mas não é uma novidade como “Sonic”. Ao contrário, trata-se de uma história conhecida demais nos EUA, onde o clássico literário de Jack London (1876–1916) que a inspira faz parte do currículo escolar. Por sinal, se o lançamento não tivesse acontecido nas férias, talvez mais crianças fossem conferir o longa como lição de aula.

“Aves de Rapina”, que mudou de nome para “Arlequina: Aves de Rapina”, ficou em 3º lugar com US$ 7 milhões e, após três fins de semana, somou US$ 173,7 milhões mundiais, praticamente o dobro de seu orçamento de US$ 84,5 milhões. Entretanto, a arrecadação em queda e o colapso do mercado asiático após o surto do coronavírus podem virar barreiras para a produção atingir a meta mínima de US$ 250 milhões, ponto em começa a se distanciar do prejuízo.

Segundo lançamento amplo do fim de semana, “Brahms: Boneco do Mal 2” abriu em 4º lugar com US$ 5,9 milhões. Trata-se de um fiasco até mesmo para os padrões de um terror barato que custou US$ 10 milhões. Mas ainda mais baixa que a arrecadação foi a avaliação da crítica.

Com apenas 8% de aprovação na média do site Rotten Tomatoes, “Boneco do Mal 2” foi considerado pior que “Ilha da Fantasia” (10%), “Os Órfãos” (12%) e “O Grito” (20%), confirmando que 2020 não é um bom ano para filmes de terror. A qualidade da safra é tão fraca que pode afastar de vez o público do gênero e prejudicar possíveis exceções no baixo nível atual.

Confira a seguir os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no fim de semana no mercado norte-americano – e clique em seus títulos para ler mais sobre cada produção.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Sonic: O Filme
Fim de semana: US$ 26,3M
Total EUA e Canadá: US$ 106,6M
Total Mundo: US$ 203,1M

2. O Chamado da Floresta
Fim de semana: US$ 24,8M
Total EUA e Canadá: US$ 24,8M
Total Mundo: US$ 40,2M

3. Aves de Rapina
Fim de semana: US$ 7M
Total EUA e Canadá: US$ 72,5M
Total Mundo: US$ 173,7M

4. Brahms: O Boneco do Mal 2
Fim de semana: US$ 5,9M
Total EUA e Canadá: US$ 5,9M
Total Mundo: US$ 8,1M

5. Bad Boys para Sempre
Fim de semana: US$ 5,8M
Total EUA e Canadá: US$ 191,1M
Total Mundo: US$ 391,1M

6. 1917
Fim de semana: US$ 4,4M
Total EUA e Canadá: US$ 151,9M
Total Mundo: US$ 347,2M

7. Ilha da Fantasia
Fim de semana: US$ 4,1M
Total EUA e Canadá: US$ 20,1M
Total Mundo: US$ 33,7M

8. Parasita
Fim de semana: US$ 3,1M
Total EUA e Canadá: US$ 48,9M
Total Mundo: US$ 204,5M

9. Jumanji: Próxima Fase
Fim de semana: US$ 3M
Total EUA e Canadá: US$ 310,9M
Total Mundo: US$ 787,9M

10. A Fotografia
Fim de semana: US$ 2,8M
Total EUA e Canadá: US$ 17,6M
Total Mundo: US$ 17,6M