Clarice: Atriz de The Originals vai estrelar série derivada de O Silêncio dos Inocentes

A série “Clarice”, baseada na personagem Clarice Starling de “O Silêncio dos Inocentes”, escalou sua protagonista. A atriz australiana Rebecca Breeds, que viveu uma vampira vingativa na serie “The Originals”, foi escalada no papel principal.

Ela será a terceira intérprete de Clarice Starling nas telas. A personagem rendeu um Oscar de Melhor Atriz para Jodie Foster em “O Silêncio dos Inocentes” (1991) e foi interpretada por Julianne Moore na continuação, “Hannibal” (1999).

A série vai se passar após os eventos dos dois filmes, encontrando Clarice em 1993, depois de lidar com Hannibal Lecter. A trama vai revelar a história pessoal da personagem, que não foi abordada no cinema, enquanto a acompanha em novas investigações de serial killers.

O estúdio MGM tenta produzir “Clarice” desde 2011, mas precisou esperar o cancelamento da série “Hannibal”, na NBC, para conseguir tirar o projeto do papel. “Hannibal”, que contava a origem de Lecter, terminou em 2015 com a adaptação do livro “Dragão Vermelho”. A história ia chegar em “O Silêncio dos Inocentes” na temporada seguinte, mas não teve chances de introduzir a sua Clarice. O criador da atração, Bryan Fuller, ainda atentou convencer a NBC a lançar uma adaptação desse livro como uma minissérie, sem resultados.

“Clarice” está sendo desenvolvido por Alex Kurtzman e Jenny Lumet, que atualmente trabalham juntos em “Star Trek: Discovery”. Jenny é a filha do lendário cineasta Sydney Lumet (“Um Dia de Cão”) e iniciou sua parceria com Kurtzman ao escrever “A Múmia” (2017), fracasso dirigido pelo produtor. Por curiosidade, ela também trabalhou com o falecido diretor de “O Silêncio dos Inocentes”, Jonathan Demme, como autora do roteiro de “O Casamento de Rachel” (2008).

Em comunicado, Kurtzman descreveu a Clarice Starling da série como “brilhante e vulnerável”, e alguém que “atrai monstros e loucos em sua direção”. “Sua máscara psicológica complexa vem de uma infância difícil, e sua motivação vem da necessidade de escapar do legado de segredos de família que a assombraram por toda a vida”, acrescenta a sinopse.

Por enquanto, apenas o episódio piloto foi encomendado. O projeto está em desenvolvimento na rede CBS e não numa plataforma de streaming ou canal pago que poderia explorar melhor o clima de terror de uma série com essa temática. Mas a CBS surpreendeu no ano passado com o lançamento de “Evil”, uma das séries mais assustadoras e perturbadoras já vistas na TV aberta.