Bilheterias: Estreia de Aves de Rapina fica muito abaixo das expectativas


A estreia de “Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa” ficou em 1º lugar nos EUA e Canadá. Mas os números não foram o que a Warner planejava comemorar, quando investiu US$ 97,1 milhões em sua produção. O estúdio tinha como parâmetro o sucesso comercial de “Esquadrão Suicida”, que abriu com US$ 133 milhões em 2016.

“Aves de Rapina” rendeu apenas US$ 33,2 milhões – cerca de 24% do que fez o primeiro longa com a Arlequina nos cinemas norte-americanos. Trata-se, ainda, da pior estreia de um filme de super-heróis da DC Comics desde o reboot de “Homem de Aço”, em 2013.

Com 80% de aprovação, o filme foi aprovado pela crítica. O problema é que a crítica não é o público alvo deste tipo de produção. E os fanboys vêm reclamando de decisões do estúdio desde que o projeto foi anunciado.

Pois agora, postumamente, os executivos resolveram tabular o que os fãs estão dizendo, porque todo prejuízo precisa ser justificado diante dos sócios do conglomerado.

Entre as ponderações óbvias estão desde o título da produção até a escalação equivocada das novas personagens. Porque o filme não se chamou “Arlequina”, se ela era a única conhecida? Parece que deu certo para “Coringa”. A afobação da Warner em construir “universo cinematográfico” também pode ser identificada na premissa, que previa lançar uma franquia de “Aves de Rapina” paralela a novos filmes da Arlequina, mas que resultou num segundo “Liga da Justiça” – que, em vez de lançar spinoffs, virou fim de linha. As reclamações dos fãs sobre a escalação das intérpretes, que não refletem o perfil das personagens dos quadrinhos, jamais foram consideradas. Uma cineasta inexperiente, de repente, passou a ser apontada como contratação equivocada – mas não era até o fracasso. O tom indeciso, entre a comédia e a ação, também teria desapontado quem esperava mais de um ou do outro.

Mas o estúdio, habituado em encontrar as desculpas habituais, deve apontar a classificação etária “R” (para maiores nos EUA) como grande motivo pelo fracasso. “Esquadrão Suicida” foi exibido para menores (PG-13). E a verdade é que não havia justificativa para produzir um derivado exclusivamente para maiores. Afinal, trata-se de um filme estrelado por uma personagem de desenho animado infantil e, ao contrário de “Coringa”, “Deadpool” ou “Logan”, sem nenhuma cena especialmente violenta ou sexual, apenas linguagem imprópria – um ou outro palavrão – que a dublagem nacional tende até a esconder.

A Warner também vacilou na data de estreia, marcada para o fim de semana do Oscar, em que o público corre para ver os filmes indicados que, por qualquer motivo, ainda não conseguira assistir. Tanto é assim que o Top 10 resgatou até “Entre Facas e Segredos”, que já havia saído do topo do ranking – lançado em novembro passado!

No mercado internacional, “Aves de Rapina” saiu-se um pouco melhor, elevando o total para US$ 81,2 milhões em todo o mundo. Mas como os cinemas chineses e de parte da Ásia estão fechados, devido ao coronavírus, o montante global não deve se tornar a “salvação” da balança comercial.

Confira abaixo os rendimentos dos 10 filmes mais vistos no fim de semana nos EUA e Canadá – se preferir, clique também em seus títulos para ler mais sobre cada produção.

BILHETERIAS: TOP 10 América do Norte

1. Aves de Rapina
Fim de semana: US$ 33,2M
Total EUA e Canadá: US$ 33,2M
Total Mundo: US$ 81,2M


2. Bad Boys para Sempre
Fim de semana: US$ 12M
Total EUA e Canadá: US$ 166,3M
Total Mundo: US$ 336,3M

3. 1917
Fim de semana: US$ 9M
Total EUA e Canadá: US$ 132,5M
Total Mundo: US$ 287,3M

4. Dolittle
Fim de semana: US$ 6,6M
Total EUA e Canadá: US$ 63,9M
Total Mundo: US$ 158,6M

5. Jumanji: Próxima Fase
Fim de semana: US$ 5,5M
Total EUA e Canadá: US$ 298,4M
Total Mundo: US$ 768,4M

6. Magnatas do Crime
Fim de semana: US$ 4,1M
Total EUA e Canadá: US$ 26,8M
Total Mundo: US$ 60,3M

7. Maria e João: O Conto das Bruxas
Fim de semana: US$ 3,5M
Total EUA e Canadá: US$ 11,5M
Total Mundo: US$ 13,1M

8. Entre Facas e Segredos
Fim de semana: US$ 2,3M
Total EUA e Canadá: US$ 140,7M
Total Mundo: US$ 299,6M

9. Adoráveis Mulheres
Fim de semana: US$ 2,3M
Total EUA e Canadá: US$ 102,6M
Total Mundo: US$ 177,1M

10. Star Wars: A Ascensão Skywalker
Fim de semana: US$ 2,2M
Total EUA e Canadá: US$ 510,5M
Total Mundo: US$ 1B

 



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings