Ator entrega identidade do primeiro super-herói gay assumido dos filmes da Marvel



O ator Haaz Sleiman (“Little America”) revelou a identidade do primeiro super-herói gay declarado do MCU (Universo Cinematográfico da Marvel). Em entrevista ao site New Now Next, ele contou que está no elenco de “Os Eternos” como marido de Phastos, vivido por Brian Tyree Henry (“Brinquedo Assassino”).

Anteriormente, o produtor Kevin Feige, chefão da Marvel Studios, já tinha anunciado que “Os Eternos apresentaria o primeiro herói abertamente LGBTQ+ do MCU, após Tessa Thompson afirmar que sua Valquíria era bissexual – algo que, entretanto, ainda não foi visto nas telas.

Segundo Sleiman, a relação de “Os Eternos” não é apenas sugerida na trama. O casal tem um filho e filmou um beijo emocionante para a produção.

“É um beijo lindo, muito tocante. Todos no set choraram”, disse o ator.


Assumidamente gay, Sleiman afirmou que o beijo teve uma grande importância pessoal para ele. “É importante mostrar o quão amável e bonita uma família diversa pode ser”.

Ele completou elogiando seu parceiro na cena. Brian Tyree Henry é um tremendo ator e trouxe tanta beleza para o papel que teve uma hora que eu pude ver uma criança em seu olhar e é importante que o mundo se lembre que as pessoas da comunidade LGBTQ+ já foram crianças um dia”, disse. “As pessoas se esquecem disso porque sempre somos retratados como criaturas sexuais e rebeldes. Nós esquecemos de nos conectar com essa faceta humana”.

O elenco da produção também inclui Angelina Jolie (“Malévola: Dona do Mal”), Gemma Chan (“Capitã Marvel”), Kit Harington (“Game of Thrones”), Richard Madden (também de “Game of Thrones”), Lia McHugh (“American Woman”), Kumail Nanjiani (“Silicon Valley”), Lauren Ridloff (“The Walking Dead”), Salma Hayak (“Dupla Explosiva”), Don Lee (“Invasão Zumbi”) e Barry Keoghan (“Dunkirk”).

O filme é dirigido pela chinesa Chloé Zhao (“Domando o Destino”) e tem estreia marcada para 29 de novembro no Brasil, três semanas após o lançamento nos EUA.



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings