The L Word: Generation Q e Work in Progress são renovadas

O canal pago Showtime anunciou a renovação de suas duas séries lésbicas novatas, o drama “The L Word: Generation Q” e a comédia “Work in Progress”.

O spin-off da pioneira “The L Word” (2004–2009) foi desenvolvido pela criadora da série original, Ilene Chaiken, em parceria com a nova showrunner Marja-Lewis Ryan. A produção reúne Jennifer Beals, Kate Moennig e Leisha Hailey com uma nova geração de atrizes jovens e encerra sua 1ª temporada em 26 de janeiro nos EUA.

“Work in Progress”, por sua vez, é uma criação da dupla de comediantes Abby McEnany e Tim Mason em parceria com Lilly Wachowski (“Matrix”). A série gira em torno de McEnany, que vive uma versão ficcional de si mesma, uma lésbica assumida de meia-idade e acima do peso. O final da temporada também vai ao ar no dia 26 de janeiro.

“‘The L Word: Generation Q’ peevou nossa série original reverenciada e a revigorou para uma nova geração e uma nova era”, disse Gary Levine, copresidente da Showtime, durante painel do canal no evento semestral da TCA (Associação dos Críticos de TV dos EUA). “O resultado foi um programa que agrada a todas as gerações por sua relevância, seu destemor, sua emoção e sua diversão. Mal posso esperar para ver o que Marja, juntamente com Ilene e esse talentoso grupo, entregarão na 2ª temporada.”

“Não poderíamos estar mais satisfeitos com o fato de críticos e telespectadores estarem respondendo à centelha da criatividade e ponto de vista original de ‘Work in Progress’, que que nos surpreende desde que vimos o piloto pela primeira vez no Festival de Sundance no ano passado”, disse Jana Winograde, a outra copresidente do canal. “Nós nos apaixonamos por Abby à primeira vista e estamos ansiosos para compartilhar o riso (e as lágrimas) que ela, Tim e Lilly, sem dúvida, evocarão na 2ª temporada.”