Estreias de cinema destacam primeira superprodução de 2020 e filmes premiados


Graças às sessões ainda lotadas de “Star Wars: A Ascensão Skywalker” e “Minha Mãe É uma Peça 3”, a semana tem apenas quatro estreias de cinema. Com isso, a primeira superprodução do ano, “Ameaça Profunda”, chegará a poucos salas nesta quinta (9/1), disputando o circuito intermediário com títulos da temporada de premiações.

Estrelado por Kristen Stewart (“As Panteras”), o filme de US$ 80 milhões é um “Alien” marinho, em que cientistas são atacados por criaturas desconhecidas numa base submersa no oceano. Após um tremor destruir suas instalações, eles precisam lutar pela sobrevivência contra ameaças que inadvertidamente liberaram ao perfurar o fundo do mar. Não faltam nem sequer as cenas gratuitas da heroína de calcinha, como no longa espacial de 1979. Por essas e outras, foi considerado medíocre, com 52% de aprovação no Rotten Tomatoes.

A outra produção americana da semana é o drama “Adoráveis Mulheres”, que abriu o Festival do Rio. Trata-se da versão mais feminista já filmada da velha história de Louisa May Alcott, baseada na vida da própria escritora, sobre quatro irmãs que lutam contra as dificuldades para crescer no final do século 19, durante a Guerra Civil americana. Elas precisam lidar com a descoberta do amor, a inevitabilidade da morte, a superação de perdas, desilusões e vários desafios, que agora se impõem com viés de empoderamento.

Esta trama já foi estrelada por Katharine Hepburn, Elizabeth Taylor e, em sua versão dos anos 1990, reuniu simplesmente Winona Ryder, Kirsten Dunst, Claire Danes, Susan Sarandon e Christian Bale. A nova versão, dirigida por Greta Gerwig, tem um elenco tão impressionante quanto, com Emma Watson (“A Bela e a Fera”), Meryl Streep (“Mamma Mia!”), Laura Dern (“História de um Casamento”), Florence Pugh (“Lady Macbeth”), Eliza Scanlen (“Objetos Cortantes”), Louis Garrel (“O Formidável”), James Norton (“McMafia”) e principalmente Saoirse Ronan e Timothée Chalamet (dupla que trabalhou com Gerwig em “Lady Bird”), que formam o par central.

Com 95% de aprovação no Rotten Tomatoes, “Adoráveis Mulheres” venceu vários prêmios da crítica americana e está cotadíssimo para o Oscar em diversas categorias.

Ainda mais feminista e abertamente LGBTQ+, “Retrato de uma Jovem em Chamas” foi o filme francês mais premiado de 2019. Vencedor de dois troféus de Melhor Roteiro, da Academia Europeia de Cinema e do Festival de Cannes, foi também considerado o Melhor Filme nos festivais de Chicago, Hamburgo, Melbourne, etc, além de ser destaque em diversas listas de fim de ano da crítica internacional e ter 97% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Escrito e dirigido pela francesa Céline Sciamma (“Tomboy”), acompanha uma jovem artista chamada Marianne (Noémie Merlant), contratada para pintar o retrato de casamento de Héloïse (Adèle Haenel), que acabou de deixar o convento. Por a retratada ser uma noiva relutante, Marianne chega sob o disfarce de dama de companhia, observando Héloïse de dia e a pintando secretamente à noite. Inevitavelmente, as duas se aproximam.

Para completar a lista de estreias, “Kursk – A Última Missão” também conta uma história de “ameaça profunda”, desta vez baseado em fatos reais. Dirigido pelo dinamarquês Thomas Vinterberg (“A Caça”), o drama de desastre marinho reúne em seu elenco o belga Matthias Schoenaerts (“A Garota Dinamarquesa”) e a francesa Léa Seydoux (“007 Contra Spectre”) para recriar o acidente do submarino do título, que aconteceu em 2000, em meio a grande negligência política.

Confira abaixo mais detalhes das estreias da semana com suas sinopses e trailers.



Adoráveis Mulheres | EUA | Drama

As irmãs Jo (Saoirse Ronan), Beth (Eliza Scanlen), Meg (Emma Watson) e Amy (Florence Pugh) amadurecem na virada da adolescência para a vida adulta enquanto os Estados Unidos atravessam a Guerra Civil. Com personalidades completamente diferentes, elas enfrentam os desafios de crescer unidas pelo amor que nutrem umas pelas outras.

Retrato de uma Jovem em Chamas | França | Drama

Na França do século 18, Marianne (Noémie Merlant) é uma jovem pintora que recebe a tarefa de pintar um retrato de Héloïse (Adèle Haenel) para seu casamento sem que ela saiba. Passando seus dias observando Héloïse e as noites pintando, Marianne se vê cada vez mais próxima de sua modelo conforme os últimos dias de liberdade dela, antes do iminente casamento, chegam ao fim.

Ameaça Profunda | EUA | Sci-Fi

Um grupo de pesquisadores se encontra num laboratório subaquático a 11 mil metros de profundidade, quando um terremoto destrói a região e expõe a equipe ao risco de morte. Eles são obrigados a caminhar nas profundezas marítimas, com quantidade insuficiente de oxigênio, para tentar sobreviver. No entanto, conforme se deslocam pelo fundo do mar, descobrem a presença de uma criatura mortal de origem desconhecida.

Kursk – A Última Missão | Bélgica, França, Noruega | Drama

Baseado em fatos reais, o filme narra a explosão e o naufrágio do submarino russo Kursk no ano de 2000. Os tripulantes precisam sobreviver às águas geladas do Mar de Barents enquanto esperam por um resgate que pode não chegar por causa do descaso das autoridades.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings