DGA Awards: Sam Mendes vence prêmio do Sindicato dos Diretores por 1917

O Sindicato dos Diretores dos EUA, conhecido pela sigla DGA, premiou Sam Mendes como Melhor Diretor do ano por “1917”. A cerimônia, realizada na noite de sábado (25/1) em Los Angeles, aumentou o favoritismo do filme de guerra no Oscar.

Os vencedores do prêmio sindical também costumam levar o Oscar da categoria. Foi o que aconteceu, por exemplo, com os mexicanos Guillermo del Toro e Alfonso Cuarón nos dois últimos anos.

O DGA Awards ainda premiou Alma Har’el como Melhor Diretora Estreante por “Honey Boy” – a cinebiografia do ator Shia LaBeouf – , refletindo o aumento de cineastas femininas com trabalhos de qualidade em Hollywood.

Ela não foi a única mulher premiada. Nicole Kassel também recebeu um prêmio por “Watchmen”, como diretora de “It´s Summer, and We’re Running Out of Ice”, o primeiro da série, superando dois diretores de “Game of Thrones”.

Nas categorias televisivas, Johan Renck, por “Chernobyl”, e o ator Bill Hader, por “Barry”, também saíram vencedores da cerimônia. Confira a lista de vencedores e indicados abaixo.

Melhor Direção em Longa-Metragem

– Sam Mendes, por 1917
Bong Joon Ho, por Parasita
Martin Scorsese, por O Irlandês
Quentin Tarantino, por Era Uma Vez Em… Hollywood
Taika Waititi, por Jojo Rabbit

Melhor Direção em Filme de Estreia

– Alma Har’el, por Honey Boy
Mati Diop, por Atlantique
Melina Matsoukas, por Queen & Slim
Tyler Nilson e Michael Schwartz, por The Peanut Butter Falcon
Joe Talbot, por The Last Black Man in San Francisco

Melhor Direção em Documentário

– Steven Bognar e Julia Reichert, por Indústria Americana
Feras Fayyad, por The Cave
Alex Holmes, por Maiden
Ljubomir Stefanov e Tamara Kotevska, por Honeyland
Nanfu Wang e Jialing Zhang, por One Child Nation

Melhor Direção em Minissérie ou Telefilme

– Johan Renck, por Chernobyl
Ava Duvernay, por Olhos Que Condenam
Vince Gilligan, por El Camino: A Breaking Bad Movie
Thomas Kail, por “Nowadays” (Fosse/Verdon)
Minkie Spiro, por “All I Care About is Love” (Fosse/Verdon)
Jessica Yu, por “Glory” (Fosse/Verdon)

Melhor Direção em Série de Drama

– Nicole Kassell por Watchmen – Episódio: “It’s Summer and We’re Running Out of Ice”
Mark Mylod por Succession – Episódio: “This Is Not For Tears”
David Nutter por Game of Thrones – Episódio: “The Last of the Starks”
Miguel Sapochnik por Game of Thrones – Episódio: “The Long Night”
Stephen Williams por Watchmen – Episódio: “This Extraordinary Being”

Melhor Direção em Série de Comédia

– Bill Hader por Barry – Episódio: “ronny/lily”
Dan Attias por The Marvelous Mrs. Maisel – Episódio: “It’s the Sixties, Man!”
David Mandel por Veep – Episódio: “Veep”
Amy Sherman Palladino por The Marvelous Mrs. Maisel – Episódio: “It’s Comedy or Cabbage”
Daniel Palladino por The Marvelous Mrs. Maisel – Episódio: “Marvelous Radio”