Zac Efron substitui Johnny Depp em filme sobre milionário excêntrico

Dois anos e muitas polêmicas depois de ter sido confirmado como protagonista de “King of the Jungle”, Johnny Depp (“Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald”) foi substituído por Zac Efron (“O Rei do Show”) no papel de John McAfee, criador de um dos antivírus mais populares dos PCs e também um dos milionários mais excêntricos do planeta.

O projeto, que será dirigido pela dupla Glenn Ficarra e John Requa (“Golpe Duplo”), veio à tona em março de 2017 e foi apresentado ao mercado no Festival de Cannes daquele mesmo ano.

“King of the Jungle” vai contar a história de McAfee já em sua fase “louca”, quando levou um jornalista da revista Wired para conhecer sua residência em Belize em um passeio descrito como “tour de humor negro no estilo ‘Apocalypse Now'”, marcado por “paranoia, metralhadoras, sexo e assassinato”.

A trama mostrará como o magnata da informática vivia numa fortaleza à beira do Caribe com seu próprio exército particular e harém de mulheres, até ser acusado de assassinar um vizinho, fugir pelas florestas da América Central, viver de forma clandestina e se meter em alguns negócios obscuros, como a fabricação e o tráfico de medicamentos ilegais.

Esta história já rendeu até documentário, “Gringo: The Dangerous Life of John McAfee” (2016).

O roteiro é da dupla Scott Alexander e Larry Karaszewski, que já tinham trabalhado com Depp em outra cinebiografia, a deliciosa “Ed Wood” (1994), e também assinaram o recente “Meu Nome é Dolemite”, lançado há poucos dias na Netflix.

“King of the Jungle” deve começar a ser filmado no começo de 2020, com produção do estúdio STX, mas ainda não tem previsão de estreia.