Nova série da Netflix gera polêmica internacional e obriga serviço a fazer mudança

A Netflix anunciou nesta quinta-feira (14/11) que vai mexer na minissérie documental “O Monstro ao Lado” (The Devil Next Door), após a atração causar polêmica na Polônia e receber críticas do primeiro ministro polonês Matusz Morawiecki, numa carta oficial enviada ao CEO da plataforma.

A produção documental acompanha o julgamento de John Demjanjuk, um aposentado acusado de ter servido como um notório guarda de campos de concentração durante a 2ª Guerra Mundial. Ele teria sido apelidado de Ivan, o Terrível, por conta de seu sadismo.

As críticas dizem respeito à forma como a série sugere que a Polônia se envolveu nos crimes do Holocausto e por apresentar mapas que mostram campos de concentração nazistas dentro das fronteiras polonesas, ignorando que o país tinha sido invadido pela Alemanha e os campos foram construídos e comandados por alemães nazistas.

“Nós estamos orgulhosos de ‘O Monstro ao Lado’ e ficamos do lado dos cineastas, da pesquisa e do trabalho. Para darmos mais informação aos espectadores e evitarmos qualquer mal entendido, nos próximos dias vamos adicionar legendas a alguns dos mapas mostrados na série. Elas vão deixar claro que os campos de concentração e extermínio localizados na Polônia foram construídos e operados pelos nazistas alemães, que invadiram e ocuparam o país de 1939 a 1945”, afirma a nota oficial emitida pela plataforma.

“O Monstro ao Lado” foi disponibilizado em 4 de novembro na Netflix.

Veja o trailer da produção abaixo – sem legendas, já que a Netflix Brasil não fez publicidade do lançamento.